Mate a fome na praia de forma econômica e saudável com essas dicas
Saúde

Mate a fome na praia de forma econômica e saudável com essas dicas

O calor do verão transforma a praia em um dos programas mais tentadores, seja para curtir com a família, os amigos ou até para paquerar. No entanto, na maior parte do país os preços dos lanchinhos oferecidos na areia estão quase tão salgados quanto a água do mar. Para você economizar, e ainda garantir a saúde de toda a família, saber o que levar para esses passeios na areia é a chave do sucesso.

+ Refresque-se e entre em forma com exercícios para fazer no mar ou na piscina

“Geralmente os alimentos com proteína, como carnes, leite e derivados, e embutidos não são indicados para o consumo na praia. Estes alimentos possuem muita umidade associada ao calor, o que pode desenvolver micro-organismos e desencadear intoxicação alimentar. Os sintomas são mal estar, vômitos, dores de cabeça e dores de estomago, podendo fazer mal até 72 horas após a ingestão”, explica a nutricionista Talitta Maciel, do Espaço Reeducação Alimentar. Para garantir o conforto e boa forma, a nutricionista Anize Delfino Von Frankenberg indica também passar longe dos gordurosos e pesados, como os pastéis e salgados folhados.

Como guardar

O que você vai levar determina também a maneira de guardar o alimento, afinal, alguns itens precisam ficar longe do calor. “Se optar por levar sanduíche natural, por exemplo, lembre-se de acondicionar em bolsa térmica e de preferência embrulhado em papel alumínio, pois conserva a temperatura. Bebidas também ficam mais gostosas geladas”, indica Anize.

Manter a hidratação é importantíssimo, e os sucos são grandes aliados. No entanto, guarde corretamente para evitar a perda excessiva de nutrientes. “Estudos mostram que há perda de vitamina C, porém existem formas de amenizar a perda, usando embalagem escura, fechada e sob refrigeração na bolsa térmica”, ensina Talitta.

Coloque na bolsa

“Afinal, o que devo levar comigo?”. Anize diz que tudo que é leve e nutritivo é sempre recomendado, e as frutas são ideais. “Opte até mesmo pelas versões desidratadas, que ficam gostosas na temperatura ambiente, sementes oleaginosas, cereais em barra compostos por sementes, e biscoitos integrais, que são opções práticas que não necessitam de gelo”, completa.

“Sanduiches feitos com pão integral, cortados na diagonal e com dois recheios são boa opção. Oriento embalar de forma individual com papel manteiga, que é mais higiênico e o risco de contaminação é amenizado. Os recheios podem ser geleias de frutas, antepastos de berinjela e homus”, aconselha Talitta. Além disso, ela é a favor dos palitinhos de cenoura e pepino, tomates cereja, castanhas e sementes de abobora e girassol.

Bebidinhas saborosas

A água é o primeiro item necessário, mas não é a única alternativa no quesito líquidos. “Sugiro suco de melancia, limão e melão, que são bons repositores ao sol, além de água de coco. Entre as opções industrializadas, prefira os smothies, que são purês de frutas vendidos em embalagens inteligentes e sucos orgânicos em caixinhas”, diz Talitta.

Sanduíche de Ricota com legumes

Para dar uma forcinha na sua alimentação na beira do mar, a nutricionista Anize Delfino Von Frankenberg ensina uma opção de sanduíche natural com vegetais e queijo branco. Seu lanche vai ser mais saudável, gostoso e barato.

Ingredientes:
2 fatias de pão integral ou wrap integral;
1 colher de sopa de ricota esmagada;
1 colher de sopa de cenoura ralada;
1 colher de sopa de beterraba ralada;
1 colher de sopa de beterraba ralada;
½ pepino fatiado;
1 folha de alface;
Orégano a gosto. 

Advertisement

Enquetes

enquete

Quais dicas você quer ver nesta primavera?

Carregando ... Carregando ...