NataliaDeriabina/iStock
Conversa de Mãe Vida Prática

Guia da gestação: mudanças e cuidados que você deve ter em cada trimestre

A gestação é um momento especial para as mulheres, com nove meses de muitas emoções, transformações e expectativas. E, para as mamães de primeira viagem, cada trimestre é uma aventura. Descubra o que muda em cada um e quais cuidados você precisa ter para receber o seu bebê com muita alegria e saúde.

+ TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE AS MÁSCARAS FACIAIS QUE SÃO HIT NA INTERNET

+ DESCUBRA AS TENDÊNCIAS DE BATOM QUE MAIS SE ENCAIXAM NO SEU ESTILO

+ ESTILOSA! CINCO MANEIRAS SIMPLES DE ELEVAR OS SEUS LOOKS NESTE INVERNO

Primeiro trimestre

O mais comum é descobrir a gestação no início. Assim que ficar ciente dela, é preciso procurar ajuda médica. “O mais importante é marcar a consulta de pré-natal e parar o uso de cosméticos, cremes com ácidos, tinturas para cabelos e medicamentos até que você converse com o obstetra e ele te diga se é tudo seguro. Alguns poderão continuar na rotina, e outros precisarão ser suspensos e adaptados”, explica a ginecologista e obstetra Erica Mantelli.

Enjoo é comum no primeiro trimestre. Foto: GeorgeRudy/iStock

Os primeiros meses são marcados por grandes mudanças hormonais, o que pode resultar nos temidos enjoos. “Não é uma regra para todas as mulheres, mas eles ocorrem principalmente pela produção do hormônio HCG. Se você passar por isso, uma maneira de melhorar é pedir a ajuda de um obstetra para montar um cardápio adequado e descobrir se você precisa de uma suplementação vitamínica específica. Evite ficar muitas horas em jejum, porque quanto mais tempo sem comer, mais enjoo. As refeições nessa fase devem ser pequenas e a cada três horas, evitando comer muito de uma vez só. Prefira também os alimentos mais cítricos e ácidos, e a água de coco”, aconselha.

Além disso, de acordo com a especialista, é possível sentir mais sono, cansaço e indisposição, três sintomas naturais e que vão passar rápido. Quer uma boa notícia? No finalzinho deste trimestre você já pode saber o sexo do seu bebê: “É possível fazer a sexagem fetal a partir de oito semanas de gestação através de um exame de sangue, e um ultrassonografista especializado em medicina fetal pode analisar a estrutura anatômica a partir de 14 semanas”.

Segundo trimestre

Segundo trimestre traz barriguinha evidente e bem-estar. Foto: g-stockstudio/iStock

Entrando na segunda parte da gestação? “Essa é a fase de mais bem-estar para a mãe, porque os sintomas do primeiro trimestre já passaram e a mulher está mais disposta para trabalhar, passear, se exercitar e até para as relações sexuais. Aqui você deve ter cuidado sobretudo com o ganho de peso, que deve ser monitorado para que não ultrapasse os nove a 12 quilos em toda a gravidez. Isso é muito importante por causa das estrias e alterações no metabolismo que podem levar à diabetes gestacional e à pressão alta”, revela.

Com a entrada do terceiro trimestre, a barriga começa a tomar forma e aparecer, um momento gostoso, mas que pede alguns cuidados. “A mãe deve começar a pensar em roupas mais confortáveis e os cuidados com a hidratação, a fim de evitar o aparecimento de estrias”, comenta.

Terceiro trimestre

Repouso com as pernas para o alto ajuda a reduzir o inchaço. Foto: yuriyzhuravov/iStock

Na parte final dessa aventura é comum voltar a sentir alguns incômodos, causados principalmente pelo tamanho da barriga. “Com esse crescimento maior, podemos sentir desconfortos como o edema, que é o inchaço que pode ser globalizado ou mais concentrado nos membros inferiores. A drenagem linfática pode ser realizada para aliviar, a não ser em alguns poucos casos em que o médico contraindicará. Realizar atividades físicas (permitidas pelo médico e supervisionadas), usar meias elásticas e evitar alimentos com muito sódio ou industrializados, além de tomar muito líquido, também ajudam. Lembre-se de fazer repouso pelo menos duas vezes ao dia e dormir com as pernas elevadas”, indica.

As dores nas costas estão difíceis de aguentar? Saiba que você não está sozinha: “É muito comum ter dor lombar pelo tamanho da barriga e alteração no eixo de gravidade e dor na coluna da gestante, e para aliviar temos o pilates, os alongamentos, os exercícios e a acupuntura, capazes de trazer benefícios durante toda a gravidez”.

Advertisement

Enquetes

enquete

Qual assunto você mais gosta de ver na newsletter do DaquiDali?

Carregando ... Carregando ...