Verão combina com muita cor, alegria e natureza FOTO: thinkstock
Comportamento Vida Prática

Escolha a sua! Flores que pedem muita luz e pouca água são ideais para o verão

Verão combina com cor, alegria e natureza. E se a ideia é aproveitar a época e trazer essas três características para o conforto do lar, nada melhor que usar a beleza das flores como decoração. Algumas espécies, inclusive, são ideais para a temporada de calor por necessitarem de bastante luz e pouca água. Quer saber quais são?

+ Usar o fio dental após a escovação e mais dez erros que você está cometendo com os seus dentes

+ Tendência para o verão: veja as dicas para apostar nas peças pijama

+ Truque com saquinho de chá promete consertar a sua unha quebrada

A beleza das flores garante um toque especial a qualquer ambiente da casa, seja no seu interior ou no quintal FOTO: thinkstock
A beleza das flores garante um toque especial a qualquer ambiente da casa, seja no seu interior ou no quintal FOTO: thinkstock

Angélica: “seu florescimento é noturno e ocorre do verão até o outono”, diz a paisagista Sheila Cruz, da Belles Emilie Flores & Aromas. “As flores, muito perfumadas, são pequenas e tubulares de pétalas brancas com sombra rosada, reunidas em longa espiga acima da altura da planta, com altura em torno de 80 cm”.

Hortência: segundo a profissional, a hortência é um arbusto que pode atingir cerca de 2,5 metros de altura! “Com folhas grande,brilhantes e verde-escuras; inflorescências grandes também e globosas, podendo ser encontradas nas cores branca, rosa, azul, lilás”.

Sapatinho-de-judia: Sheila destaca que a espécie costuma atrair os beija-flores. “Ela é uma trepadeira com inflorescências longas e pendentes, composta de flores de coloração amarela com marrom avermelhado; é muito apropriada para cobrir pérgolas, pórticos e caramanchões”.

Folha de prata: a denominação não é à toa, já que a ela apresenta uma coloração verde-prateada, com flores lilases bem vistosas. A paisagista conta que é possível plantá-la isoladamente, em grupos ou, ainda, em renques, oferecendo um belo pano de fundo para o quintal.

Camarão amarelo: muito utilizado em jardins tropicais, seus exemplares mais altos servem também como cercas vivas. “E mesmo uma única muda em vaso chama a atenção”. Assim como o sapatinho-de-judia, é das preferidas dos beija-flores.

Cuidados com as flores também requerem adubação e poda adequada FOTO: thinkstock
Cuidados com as flores também requerem adubação e poda adequada FOTO: thinkstock

Força que vem da terra

A paisagista recomenda o cuidado constante com adubação orgânica. O solo, ela afirma, precisar estar bem drenado, recebendo irrigação uma vez por semana. “Elas podem ser deixadas diretamente ao sol, desde que após o plantio se tenha hábito de regar com frequência, até que a muda esteja adaptada – geralmente, no período de dois meses”.

Poda daqui, poda de lá

As podas são necessárias para manter o aspecto bonito e saudável do vegetal, sendo que as mais utilizadas são:

Poda de limpeza ou renovação: de acordo com Sheila, elimina os galhos doentes e secos, os quais podem se espalhar e deixar o resto do pé doente.

Poda de formação: “aplicada na topiaria com objetivo ornamental, e para modelar arbustivas, a fim de que não cresçam de forma desproporcional”.

Poda de floração: “para melhorar o crescimento de brotos e flores”, ela indica. “O principal propósito é manter a produção de flores sempre em alto nível – por isso, possui certas regras que precisam ser seguidas”. Apenas as folhas velhas devem ser retiradas, pois durante essa época a planta está direcionando toda sua energia para o desenvolvimento das florezinhas.

O melhor de alguns tipos de flores é que, na temporada de calor não é necessário rega constante FOTO: thinkstock
O melhor de alguns tipos de flores é que, na temporada de calor não é necessário rega constante FOTO: thinkstock

Xô, praguinha chata!

“Para quem cultiva seu próprio jardim, que não tem assessoria de um profissional da área, o ideal é que seja realizada a adubação orgânica, com húmus de minhoca, farinha de osso e torta de algodão”, a expert aconselha. “Com a chegada do calor, aumenta também o ataque de pragas e fungos” – assim a dedicação precisa ser um pouco mais intensa, para evitar estragos indesejados.

Ela mesma passa algumas receitas caseiras para evitar esses tipos de problema, fáceis de aprontar. Veja abaixo:

SABÃO EM BARRA

Bom para: combater cochonilhas, percevejos e ácaros.
Ingredientes: 5 litros de água + 3 kg de sabão de coco picado + 2 litros de óleo mineral.

Modo de preparo: leve os ingredientes ao fogo até que o sabão esteja completamente dissolvido. Misture o preparado com o óleo mineral na proporção de 1,5 litro de calda de sabão para cada 2 litros de óleo. Pulverize as plantas até que a infestação cesse.

CEBOLA

Boa para: combater pulgões, cochonilhas sem carapaça e lagartas.
Ingredientes: 200 g de cebola + 2 l de água.

Modo de preparo: bata os ingredientes no liquidificador e deixe curtir durante dez dias. Após o período de descanso, dilua 330 ml da mistura em 1 l de água. Pulverize as plantas do mesmo modo.

Enquetes

enquete

Que delícia junina te faz esquecer a dieta?

Carregando ... Carregando ...