Bebês não podem ter a mesma alimentação que adultos no Natal. Muito menos, degustarem pedacinhos de pratos da data FOTO: thinkstock
Conversa de Mãe Salgado

Veja o que os bebês podem comer no Natal e faça um panetone para eles

Quanto mais perto do Natal, maior a ansiedade, não é verdade? E só de pensar naqueles pratos deliciosos que a comemoração proporciona, dá água na boca. Você sabia, no entanto, que os bebês ou as crianças muito pequenas não devem nem mesmo participar dessa comilança toda?

+ Transforme a maquiagem para ir do trabalho ao happy hour em um estalar de dedos

+ Grávida no verão? Veja as dicas que amenizam o desconforto do calor excessivo

+ Aumente seu prazer! Desvende alguns mitos e verdades sobre a masturbação

Fora do cardápio

Doces e sobremesas cremosas (ou feitas com açúcar), alimentos fritos, gordurosos e, ainda, as castanhas, não podem ser oferecidos a eles de forma nenhuma”, diz Talita Barbieri, nutricionista da Clínica Rafael Ferreira. Preparos com temperos industrializados, com alta concentração de sódio, ou molhos, tipo o inglês ou o de soja, também precisam ser evitados. Inclusive, se você usa pimenta, bacon ou paio para acentuar o gosto de outros cozidos, a profissional recomenda que eles sejam deixados de fora das opções dadas aos pequenos. “Porque além de intoxicarem, podem ocasionar alergias severas e restrição do paladar para nutrientes apropriados à idade; ou seja, frutas, legumes e verduras passam a perder o sabor”.

Conscientização geral

É importante que desde cedo as crianças se alimentem da forma mais natural possível, para que cresçam saudáveis FOTO: thinkstock
É importante que desde cedo as crianças se alimentem da forma mais natural possível, para que cresçam saudáveis FOTO: thinkstock

Para a especialista, reforçar essa questão é de extrema importância: “fale sobre ela com os amigos e familiares, pois algumas pessoas são leigas e acham ‘engraçadinho’ ofertar esses tipos de comidas”. Sabe aquela atitude de cortar em partes com as mãos e colocar na boquinha para experimentar? O melhor é não tê-la. “Vamos adequar o apetite dos nossos pequenos sempre ao mais natural, para que sejam saudáveis na infância e na fase adulta”.

O que dar, então?

O preferível, segundo ela, é que os pais se organizem de maneira a cozinharem combinações variadas para que os filhos, quando cresçam, não enjoem das repetições de frutas – e as alternativas prontas para consumo entrem como uma grande surpresa. “Assim, já poderá ofertar ao seu bebezinho texturas e teores diferentes”. Quer um exemplo bem prático? O panetone, tão típico desta temporada de festas, pode ser elaborado com ingredientes leves, e exclusivamente para a criançada em casa. Veja a receita abaixo:

Ingredientes:
3 bananas maduras
1 maçã
1 pera
1/2 xícara de uvas passas
1 xícara de melado de cana
1 xícara de farinha de trigo
1 xícara de farinha de aveia
3 colheres de fórmula láctea
1/2 xícara de água
1 colher de sopa de óleo de canola
1 colher de café de canela
1 colher de sopa de fermento em pó

Receita de panetone exclusiva para bebês FOTO: Divulgação/Talita Barbieri
Receita de panetone exclusiva para bebês FOTO: Divulgação/Talita Barbieri

Modo de preparo:
Pique as frutas e coloque a canela. Separadamente, acrescente os outros ingredientes e mexa bem, até formar uma pastinha. Se for realmente necessário, coloque mais 2 colheres de sopa de água (a massa é bem pesada). Acrescente as frutas por último e mexa. Asse em forminhas de mini-panetones em forno pré-aquecido em 180º, por 20 minutos ou até que doure.

Cuidado às restrições

“Para os bebês intolerantes à lactose, pode substituir a fórmula láctea pelo extrato de soja em pó; para os restritos ao glúten, trocar a farinha de trigo pela fécula de batata, farinha de arroz ou a aveia, uma vez verificada a isenção da substância no rótulo. Caso já esteja liberada, a farinha de amêndoa, fica deliciosa”, Talita comenta. “Para adoçar, utilizei o melado; porém, se a banana estiver docinha, você pode diminuir a quantidade dele. Ou, então, se estiver autorizado, adoce com açúcar mascavo de boa procedência – alguns levam apenas um banho de melaço, e são tão prejudiciais quanto o refinado”.

Confirme a possibilidade

Para tentar o “chocotone”, basta adicionar cacau à massa – isso, de todo jeito, depende da faixa etária: sempre consulte o pediatra a fim de confirmar a possibilidade e obter seu consentimento para tal. “Lembrando que aqueles em uso de aleitamento materno e na fase de sopinha peneirada não estão prontos para degustar o panetone. Ele é para os que já estão acostumados a frutas e legumes em pedaços”, a nutricionista enfatiza.

Advertisement

Enquetes

enquete

Que problema da pele do rosto mais te incomoda?

Carregando ... Carregando ...