Bebês e crianças muito pequenas não podem passar muitas horas seguidas viajando de carro FOTO: thinkstock
Comportamento Conversa de Mãe

Viagens longas de carro podem ser prejudiciais à saúde dos bebês. Entenda

Nada melhor do que viajar com a criançada para aproveitar as férias de verão, não é mesmo? A única recomendação, entretanto, é não passar longos períodos transitando de carro – principalmente quando os filhos são bem pequenos ou bebês.

+ Sucos bronzeadores ajudam a preparar a pele e a manter a cor do verão

+ Essas são as resoluções de ano novo mais populares, de acordo com o Twitter

+ Já ouviu falar no jejum intermitente? Saiba o que é e conheça a opinião de uma endocrinologista

De acordo com uma pesquisa recente da Universidade de Bristol, no Reino Unido, ainda que eles estejam sentados na cadeirinha, percursos que gastam mais de 30 minutos podem causar alteração da frequência cardíaca e, inclusive, dificuldade de respiração.

Aliás, esse risco chega a ser maior para recém-nascidos dentro da faixa etária de dois meses. Segundo os estudiosos, o assento provoca uma elevação no diafragma dos pequenos (aquele músculo que controla a entrada de ar nos pulmões e no coração).

Uso da cadeirinha é obrigatório por lei no Brasil FOTO: thinkstock
Uso da cadeirinha é obrigatório por lei no Brasil FOTO: thinkstock

Para as conclusões, foram realizados testes com um automóvel que simulava uma velocidade de 50 km por hora em uma rua plana. Em torno de 19 neonatos e 21 prematuros participaram das análises.

De qualquer maneira, os pesquisadores alertaram que não é para abrir mão do equipamento no veículo: o indicado é verificar se ele cumpre com as normas de segurança e evitar distâncias muito extensas. Por mais que seja um bate-e-volta para a praia, ou uma cidade próxima do interior, o ideal é parar de vez em quando pelo caminho, para que o pimpolhinho não fique tanto tempo na mesma posição.

Vale lembrar que o uso da cadeirinha é obrigatório por lei e a multa para quem não cumpre com ela foi reajustada em novembro do ano passado para R$ 293,47. A infração é considerada gravíssima, com retenção do auto até que a irregularidade seja sanada.

Advertisement

Enquetes

enquete

Que produto nunca pode faltar no seu nécessaire?

Carregando ... Carregando ...