Foto: moodboard/istock
Carreira & Finanças

Tem mão boa para a cozinha? Descubra como usar isso a seu favor para ganhar dinheiro

Uma comida gostosa entrega um delicioso sabor e recebe muitos elogios. Esse é um dos maiores incentivos na hora de pensar em abrir seu próprio negócio no ramo da alimentação. Agora, “talento na cozinha não é o bastante. O sucesso depende de um conjunto de fatores, como um bom cardápio, atendimento, conforto e preço justo. Fazer um plano de negócios é essencial para reduzir riscos”, Michelle de Stefano Sabino, consultora do Sebrae-SP.

+ Você tem espírito empreendedor? Conheça dez características e descubra
+ Pensando em abrir um negócio em casa? Conheça os prós e contras
+ Dinheiro extra! Saiba como aumentar a renda vendendo produtos de catálogo

Confira as cinco dicas que ela dá para tornar seu hobby um negócio de sucesso:

Faça um planejamento

É uma das chaves-mestra para empreender, saber de onde você deve partir e entender aonde quer chegar. “Abrir uma lanchonete, uma doceria ou um restaurante, por exemplo, é o sonho de muitas pessoas que tem mão boa para a cozinha. Mas muitas delas não sabem por onde começar e precisam de um direcionamento adequado para realizar o sonho do próprio empreendimento. Tudo começa com a construção do Modelo de Negócios. É ele que define o que a empresa faz, para quem, quanto custará, fontes de receita, como ela vai gerar lucro e se sustentar no mercado e ainda te dá um cálculo dos possíveis riscos”, explica Michelle.

Foto: Stockbyte/istock
Conhecer os detalhes da sua área de atuação te preparam para o futuro. Estudar o movimento do mercado é a chave. Foto: Stockbyte/istock

Estude o mercado

“Antes de abrir o negócio deve-se refletir como criar diferenciação no mercado para conquistar clientes, ou seja, a proposta de valor. Avalie a região onde pretende instalar o negócio e dê preferência para regiões com grande fluxo de pessoas, como universidades, bancos, grandes empresas e loja de varejo. Estes locais, geralmente, têm grande concentração de estabelecimentos do ramo, por isso fique atento à concorrência”, alerta Sabino.

Foto: Jean-philippe-WALLET/istock
Escolher um tipo de alimento ou cozinha específicos são uma boa estratégia para o sucesso. Foto: Jean-philippe-WALLET/istock

Tenha foco em tudo

Usualmente, quem cozinha, tem a mão boa para doces e salgados. Entretanto, escolher um tipo ou uma linha de alimentos específicos, pode ajudar muito nesse começo. Segundo a profissional, “é muito comum que marinheiros de primeira viagem queiram abraçar o mundo, e, na incerteza se o negócio dará certo, montam uma pizzaria que vende também churrasco, self-service e sushi. Se for para ser um restaurante self-service que seja focado neste serviço e faça o melhor. Se pretende montar uma casa de massas, especialize-se nisso e sirva as melhores massas. O público é muito exigente e sabe identificar um restaurante ou bar que serve de tudo, mas em que nada é bem feito”.

Foto: omgimages/istock
Fazer cursos que te ajudem na gestão do negócio são um plus na sua qualificação como empreendedora. Foto: omgimages/istock

Qualifique-se

Você já é uma boa cozinheira, mas nada impede que aprenda mais, afinal, esse universo é muito rico e criativo, com uma infinidade de combinações possíveis. Mas, além disso, você pode se colocar muito à frente da concorrência se fizer cursos que te ajudem e ensinem a empreender. “Pretende montar um restaurante ou bar, mas não tem nenhuma experiência? Qualifique-se. O mercado é agressivo e não reserva espaço para amadores. Um curso de gestão financeira, conhecimentos básicos de cozinha, atendimento ao cliente e boas práticas de manipulação de alimentos podem ser boas escolhas para não se dar mal neste setor. O Sebrae é um bom parceiro para auxiliar o pequeno empresário com soluções de gestão empresarial”, afirma a especialista.

Advertisement

Enquetes

enquete

Que produto nunca pode faltar no seu nécessaire?

Carregando ... Carregando ...