Foto: artisteer/istock
Carreira & Finanças

Especialista te ajuda a economizar no material escolar das crianças

Quem tem filho na escola sabe o quanto pode ser salgado o preço do material escolar, que, normalmente, vem naquelas longas listas. Mas em tempos de crise, economizar é preciso, porém, sem deixar a criança em desvantagem. Como conseguir isso?

+ Como e quais metas financeiras devo traçar para 2017?
+ Livre-se deles! Hábitos que te fazem gastar dinheiro sem sair de casa
+ Como fazer do cartão de crédito um aliado e não um inimigo

Faça diversos orçamentos

Você não pode deixar de orçar em vários lugares. Sozinha pode ser mais puxado, mas, se for possível, convoque outras mães para a missão e sugira que cada uma fique responsável pelo orçamento de uma loja, para depois compararem. “No mínimo três lojas, anotando inclusive as condições de pagamento. Você não vai encontrar tudo mais barato na mesma loja, agora, se a economia for muito pequena, talvez não valha a pena pelo custo do deslocamento (gasolina, táxi, passagem) até o outro estabelecimento. Orçar em sites como Mercado Livre e OLX também é uma ideia, eles trabalham com materiais diversos, e você pode achar uma caixa de lápis mais barata ou livros usados e bem conservados, por exemplo. Quanto mais você orçar, melhores oportunidades encontra, e mais possibilidades de fazer bons negócios se abrem. Tenha paciência que vale a pena!”, diz Fabio Henrique, psicólogo e consultor financeiro da Ponto de Equilíbrio Consultoria Financeira.

Foto: gpointstudio/istock
Pagar com o cartão de crédito é a última das opções se você realmente quer gastar menos. Foto: gpointstudio/istock

Analise as formas de pagamento

O modo como você vai pagar seu material escolar pode fazer toda a diferença nessa busca por uma negociação mais econômica. “Sem sombra de dúvida, a melhor forma de pagamento é à vista, em dinheiro. Você sempre vai conseguir um desconto em relação ao cartão de crédito, pois o lojista paga em média uma taxa de 3,5% em cima do valor da sua compra.  Outra alternativa dentro do ‘à vista’ é para quem tem um dinheiro na poupança. Ela tem uma taxa muito baixa, então, se você ganha um desconto de 5%, em três meses você não recupera isso nela. Sendo assim, o que valeria a pena: se o material totalizou R$300 você retira esse dinheiro e paga (naturalmente com o desconto que vai ganhar). Aí, mensalmente, você deposita de novo na poupança. É possível ainda recorrer ao cheque (algumas lojas ainda aceitam) porque ele não tem essa taxa de administração, e conseguem te dar um precinho melhor que o cartão. Em última instância, apele para o cartão de crédito mesmo, em três vezes. Nesse caso, é válido ir em mais de uma loja e optar por aquela que parcelar mais vezes sem juros”, sugere o profissional.

Compre no atacado

Pode dar um pouquinho mais de trabalho, mas quando você olhar quanto deu a notinha, vai perceber que vale muito a pena. “Reúna mais quatro ou cinco mães com suas listas de material e vá a lojas atacadistas, que vendem os produtos em pacotes fechados, como uma caixa de cola branca, um pacote com 10 resmas de papel, etc. É sempre mais barato! Mais uma vez, verificar a condição de pagamento é uma atitude esperta. Há uma boa diferença!”, ressalta Fabio.

Foto: ilona75/istock
Comprar um item para dividir entre dois também é uma alternativa bem econômica, mas se se as crianças se derem bem. Foto: ilona75/istock

Compra de itens compartilhados com amiguinhos

Algumas escolas devolvem, no fim do ano, o material não utilizado, então algumas mães já conseguem ter uma noção da quantidade que volta. “Nesse caso, se a professora pede lápis de cor de 48 cores, ou muito metros de papel celofane, por exemplo, você pode se juntar com outra mãe de um coleguinha mais próximo (cujas crianças se deem bem, não briguem) e comprar um item para que eles dividam. Tem gente que não gosta, mas é uma solução para quem está apertada e quer economizar. É uma otimização de recursos, financeiros e naturais, já que você não desperdiça. E se acabar antes, você já fica esperta que aquele item não dá para comprar em partilha. O que importa é que você tentou”, explica o especialista.

Enquetes

enquete

Que delícia junina te faz esquecer a dieta?

Carregando ... Carregando ...