Foto: SanneBerg/istock
Carreira & Finanças Mulher

Em dúvida sobre que carreira seguir? Cinco dicas te ajudam a descobrir sua vocação

O mundo mudou e muita gente percebeu que não precisa ser médica, advogada ou concursada para ser uma profissional de sucesso. Surgiram muitas outras opções de carreira de uns anos para cá, e sim, você pode ser feliz trabalhando com o que gosta e sabe fazer de melhor. Mas como descobrir qual a sua vocação? O passo a passo abaixo pode te ajudar!

+ Quatro dicas incríveis para alimentar suas redes sociais com foco na carreira
+ Faça um plano de carreira para esse novo ano com essas cinco dicas simples e eficientes
+ Seis conselhos dos famosos que vão te inspirar a ir além na carreira

Foto: Sjale/istock
O primeiro passo é descobrir que habilidade você tem que te diverte, faz feliz e claro, dá para ganhar dinheiro. Foto: Sjale/istock

O que você sabe fazer?

Comece do básico: liste tudo aquilo que você mais gosta de fazer e que faz bem! Pode ser comida, intermediar brigas, massagem, desenhar, se maquiar, etc. “O autoconhecimento é uma das premissas para escolher e trilhar uma carreira de forma assertiva. Ele conduz a descobrir suas reais habilidades, comportamentos e competências, bem como missão de vida, visão e valores, dons e talentos. Nesse sentido, as principais características ficam mais evidente para si mesma, o que facilita no processo de escolha”, explica o master coach José Roberto Marques, presidente do Instituto Brasileiro de Coaching – IBC.

Foto: SolisImages/istock
Avalie o mercado para descobrir que funções você pode desenvolver dentro da área escolhida. Foto: SolisImages/istock

Já sabe sua área? Veja as opções do mercado

Uma vez que você já escolheu, dentro das suas habilidades, aquilo que possa ser sua vocação, é interessante pesquisar no mercado que cargos são oferecidos dentro daquela área. Se sua praia é mexer com beleza, você vai ser cabeleireira, manicure, maquiadora, visagista? Para afunilar essa decisão, “converse com profissionais, peça opinião deles e sobretudo, procure entender como o mercado está atualmente e as futuras previsões para a carreira. Tente enxergar-se dedicando-se àquele oficio, pois você passará grande parte da sua vida exercendo tal atividade”, recomenda o profissional.

Foto: g-stockstudio/istock
Cursos, workshops, palestras e tudo o que for te ajudar a ter mais conhecimento são mega bem-vindos. Foto: g-stockstudio/istock

Desenvolva-se

Qualquer ofício tem vários desdobramentos, e você pode ter vocação para desenvolver muitos ou um em especial. Como assim? Se você descobriu que seu dom é cozinhar, e já sabe que quer ser chef um dia, agora é entender se sua mão é boa para tudo ou se vai se aperfeiçoar em doces, salgados, cozinha francesa, etc. A recomendação de José Roberto é: “procure cursos, palestras, workshops, oficinas ou qualquer atividade, podendo ser de curta ou longa duração, que incentivem o desenvolvimento, tanto em âmbito técnico, como comportamental e até mesmo cognitivo. Essas atividades estimulam nossa neuroplasticidade e contribuem para que possamos criar novas formas de pensar e agir, instigando novas ideias, horizontes e oportunidades”.

Foto: Zinkevych/istock
Ainda confusa? Peça ajuda profissional, como a de um coach de carreira. Foto: Zinkevych/istock

Busque orientação

Se você tiver dificuldade em traçar os passos acima sozinha, em caso de muitas dúvidas, “a orientação de um profissional é bem-vinda. Um coach de carreira, por exemplo, poderá lhe auxiliar em diversas questões, desde o autoconhecimento, passando pelo desenvolvimento e até um planejamento profissional a curto, médio e longo prazo”, lembra o expert.