Foto: Dutko/istock
Amor & Sexo Amor & Sexo Carreira & Finanças Mulher

É melhor encarar uma separação do que perder o emprego, defende nova pesquisa

Pensando rápido, o que você prefere: encarar uma separação ou ser demitida? Certo, são duas opções nada agradáveis (e tomara que você nunca precise passar por nenhuma delas), mas de acordo com uma nova pesquisa, é melhor perder o marido do que o emprego! Como assim?

+ Separação? Especialista diz o que você precisa saber para lidar bem com ela
+ Foi demitida? Como lidar da melhor forma com o dinheiro do FGTS
+ Acha que vai ser demitida? Veja o que fazer para não ficar desesperada

A conclusão veio através de um estudo realizado pela Universidade de East Anglia e do What Works Center for Wellbeing, ambos do Reino Unido, após a análise de mais de 4 mil relatórios de pesquisa, com questões que envolviam aspectos  como nível de bem-estar, satisfação com a vida, autoestima e saúde mental.

Foto: konstantynov/istock
Se divorciar é mais fácil porque a pressão da sociedade para ter um trabalho é muito maior. Foto: konstantynov/istock

Os pesquisadores apontaram que, quando você se divorcia, consegue superar o trauma muito mais rápido do que quando perde um emprego, devido ao nível de importância cultural dado ao trabalho: “Nesta sociedade, ter um objetivo na vida significa estar trabalhando, contribuindo e ter esse status”, declarou Tricia Curmi, representante do What Works Center for Wellbeing.

Ainda nas descobertas do estudo, quem foi demitido, no anseio de se refazer desse trauma, espera encontrar um emprego mais estável, com um melhor salário que o anterior e também com maior prestígio. Mas enquanto isso não acontece, a cada ano vai ficando mais infeliz. Por outro lado, quando o assunto é separação, Curmi explica que “ao perder um parceiro, o bem-estar cai profundamente e depois, em geral, volta aos níveis anteriores”.

Outras conclusões bem curiosas:

– Os homens têm mais chances de sofrer que as mulheres (Você concorda?);
– Os jovens sentem mais o choque de uma demissão que pessoas mais experientes;
– Família e amigos são muito importantes para aliviar a dor;
– Os mais extrovertidos podem se recompor mais rápido e até totalmente.