Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Posts com a Tag ‘Solidariedade’

Conheça a história emocionante de Kauã, um menino batalhador e cheio de talentos

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

 

Nada melhor que começar a semana com uma história para lá de inspiradora como a do Kauã, que emocionou o Brasil no programa desse domingo (3).

 

 

Esse garotinho de ouro nasceu no Ceará, tem 11 anos e quatro irmãos. Para ajudar no sustento da sua família, em Fortaleza, ele vende balas nas praias. Kauã também sonha em ser cantor e encantou a internet com sua interpretação de “Ar-condicionado no 15”, do cantor Wesley Safadão.

 

 

Nossa equipe foi até Fortaleza de surpresa acompanhar o dia a dia de Kauã e sua família, que passam por várias dificuldades e chegaram a passar fome. Mesmo assim, Kauã não perde o bom humor e anda pelas praias sempre com um sorriso no rosto e um jeito muito brincalhão.

 

 

Trouxemos Kauã até o palco do nosso programa, em que ele se apresentou e ganhou presentes muito especiais, que vão poder mudar a vida desse menino e de sua família. Confira esse momento para lá de emocionante!

 

Teleton começa hoje! Participe e espalhe solidariedade aos pacientes da AACD

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

 

Faltam só algumas horas para o Teleton 2017, nossa maratona do bem de todos os anos. Em nome dos meus afilhados da AACD, conto com todos vocês que nos acompanham nas redes sociais e no blog para apoiar essa instituição e essa supercampanha que completa 20 anos de existência.

 

O tema deste ano é “Teleton é acreditar”, em homenagem ao espírito de superação e evolução dos pacientes da AACD. Nossa meta é arrecadar 28 milhões de reais, que serão usados para a manutenção do Hospital da AACD.

 

Screen Shot 2017-10-27 at 16.55.55

 

Além disso, o programa vai estar imperdível: vamos homenagear a madrinha Hebe Camargo e receber uma série de artistas para lá de estrelados. Não perca!

 

Conto com vocês! Colabore, incentive e convide os amigos e familiares a fazerem o mesmo. Toda contribuição importa e ajuda crianças e adultos a terem uma vida mais feliz. Vamos espalhar solidariedade!

 

Faltam só algumas horas…#teleton2017 #teleton20anos #eliana #madrinha #sbt #solidariedade #amoraoproximo

Uma publicação compartilhada por Eliana Michaelichen (@eliana) em

 

 

“Vovô da UTI” visita hospital há 12 anos e dá colo e amor para bebês

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

 

Hoje o blog traz uma história de amor e solidariedade de encher os olhos. É a história de um senhor que dedica parte de seu tempo para dar amor e carinho a crianças e bebês internados na UTI do hospital infantil Children’s Healthcare de Atlanta, nos Estados Unidos.

 

David Deutchman é voluntário do hospital há 12 anos, desde que se aposentou. Ele é tão querido por ali que até recebeu o apelido de “vovô da UTI”. E, hoje, aparece por lá dois dias por semana: às terças e às quintas.

 

icu-grandpa-1506905842

 

No seu tempo no hospital, David segura os bebês no colo, nina e canta para eles. Nem sempre os pais das crianças conseguem ficar o tempo todo na UTI, então a presença de pessoas como David é muito importante para que os pequenos se sintam amados e amparados nesse momento de internação.

 

As enfermeiras da UTI têm um carinho todo especial por David e dizem que o trabalho que ele faz é fantástico. Com o amor que esse vovô dá para os bebês, além do calor de seu colo, os pequenos podem se recuperar com mais facilidade. Dá uma olhada no vídeo.

O mais lindo é ver como David se sente feliz e realizado com as suas boas ações. Ele fala também que muitas pessoas não entendem como é recompensador segurar e amparar esses bebês. Não é encantador?

 

 

Solidariedade: grupo de padeiros fica preso por conta de inundação e faz pães para os desabrigados

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

 

Entre a devastação e a tristeza causadas por desastres naturais, como é o caso do furacão Harvey – que se tornou uma tempestade tropical, inundou parte do Texas, nos Estados Unidos, e deixou milhares de pessoas ilhadas ou desabrigadas –, sempre há espaço para que surja o melhor do ser humano. E, entre muitas lindas histórias de resgates ou doações, uma chamou a atenção do mundo.

 

Quer entender melhor? Ao fim do turno de trabalho em Houston, quatro padeiros perceberam que não poderiam deixar a padaria onde trabalham por conta do nível de água nas ruas. Presos e preocupados com a situação de amigos e parentes, eles decidiram usar o tempo em que ficaram confinados na loja para fazer o bem.

 

 

Sabendo da necessidade de muitos, o grupo utilizou seu talento para produzir pães salgados e doces que seriam doados para as pessoas afetadas pelas devastadoras chuvas e suas consequências. “Quando perceberam que estavam presos, eles resolveram manter-se ocupados e ajudar a comunidade fazendo quantos pães como pudessem”, falou Brian Alvarado, o gerente da loja, ao “The Independent”.

 

Os quatro ficaram presos por dois dias e, como o ambiente continuou seco e com energia elétrica, produziram bastante. “Quando o proprietário conseguiu chegara até eles, os padeiros tinham feito tantos pães que pudemos levar para muitos centros de emergência em toda a cidade”, completou Alvarado. Ele explicou que ninguém contou quantas unidades foram assadas no período, mas que os colegas gastaram quase 2 mil quilos de farinha no processo.

 

Quando finalmente puderam deixar o local, voltaram para suas casas que, felizmente não tiveram maiores problemas. Além disso, passaram a lidar com o carinho das pessoas ao vivo e pelas redes sociais, que agradecem o gesto solidário e o grande coração deles. Linda e inspiradora a maneira como eles lidaram com a dificuldade, não é?

 

Juiz de 94 anos transforma dor da perda em solidariedade e alegria para crianças de seu bairro

domingo, 3 de setembro de 2017

 

 

Ficar sem o amor da sua vida, a companhia de mais de 60 anos de convivência, pode ser algo avassalador. “Você nem imagina como é isso”, desabafa Keith Davison, um norte-americano de 94 anos que perdeu a esposa, Evy, em abril do ano passado, depois de 66 anos de casamento. “Você chora muito e isso acontece simplesmente porque ela não está lá”.

 

Triste e solitário, depois de um primeiro período de luto, esse ex-juiz teve uma solidária ideia para afastar o insuportável silêncio que tomou conta de seus dias depois da morte da mulher: juntou suas economias e mandou construir, em seu quintal, uma grande piscina. O intuito? Transformar a área externa de sua casa em um lugar de diversão para as crianças do bairro.

 

 

É que, apesar de ser pai de três filhos e adorar crianças, ele nunca teve netos. A iniciativa, claro, foi um tremendo sucesso e agora o viúvo convive com os diversos pequenos visitantes que espalham alegria e gratidão em seus dias. “Ele me disse que não tinha netos e eu disse, bem, agora você adotou todas as crianças da vizinhanças”, contou Jessica Huebner, que vive próximo ao juiz.

 

Com tantos jovens amigos ao seu redor, Davison voltou a sorrir. Assista no vídeo abaixo (em inglês):

 

 

Uma linda maneira de afastar a tristeza e, de quebra, fazer o bem, não é? Eu adorei, e você?