Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Posts com a Tag ‘Reciclagem’

Reuso criativo: artista japonesa cria peças detalhadas a partir de caixas de papelão

domingo, 30 de abril de 2017

 

Quando você vê uma caixa de papelão vazia, qual é o seu primeiro pensamento? Utilizá-la para armazenar algo, mandá-la para a reciclagem ou apenas descartá-la no lixo comum (se escolheu a terceira opção, por favor, reconsidere e comece a reciclar esse material)?

 

 

A artista japonesa Monomi Ohno deixou essas ideias triviais de lado e surpreendeu a web ao transformar esse elemento tão cotidiano em obras em 3D. Sua produção é muito variada e contempla de ícones da cultura pop – como o automóvel de “De Volta Para o Futuro” e as naves de “Star Wars” –, a animais e alimentos.

 

 

Seu trabalho, cheio de detalhamentos, texturas e surpresas, fica ainda mais admirável quando se descobre que ele é feito com o auxílio de ferramentas bastante simples, como tesouras, um cortador de caixa, uma régua, cola e fita adesiva! Impressionante, não é?

 

 

O mais legal é que seu interesse pelo papelão começou com uma mistura de necessidade e criatividade. Durante sua especialização em animação em 3-D na Universidade de Artes de Osaka, Monomi descobriu que o software necessário para seus estudos era bastante caro. Então, para economizar sem deixar de lapidar suas habilidades, ela passou a trabalhar com as caixas. Assim, quase sem querer, percebeu um talento e uma paixão. “Descobri que o papelão é um meio surpreendentemente divertido de trabalhar”, falou.

 

 

Talento, criatividade, e reuso em um mesmo projeto. Eu adorei, e você?

 

Uma nova e sustentável maneira de tomar água

quarta-feira, 12 de abril de 2017

 

 

Quando você bebe uma água bem geladinha, pensa no destino que será dado àquela garrafa plástica ao fim da sua sede? Uma das favoritas da indústria de bebidas, a embalagem PET ainda é pouco reciclada – estima-se que no Brasil 49% da produção vá parar direto no lixo – e, por isso, representa um imenso perigo para o meio-ambiente.

 

De acordo com uma matéria publicada pela “Folha de S. Paulo”, a quantidade de resíduo plástico pode superar o número de peixes nos mares até 2050! Com dados tão alarmantes, fica claro que é necessário diminuir o consumo das garrafinhas, não é?

 

 

E é por isso que a Ooho, uma esfera que promete substituir os recipientes PET, vem chamando tanto a atenção da imprensa internacional. Criada pelo time de engenheiros do Skipping Rocks Lab, o produto é feito a partir do extrato de algas, é biodegradável e pode até mesmo ser ingerido em sua totalidade.

 

De acordo com seus criadores, cada globo pode levar 250 mL de água, refrigerantes e até cosméticos. Além disso, a cápsula seria mais barata do que o plástico: segundo o site oficial, a manufatura de cada embalagem custa 2 centavos de dólar! Quer ver o produto em ação? Assista ao vídeo (em inglês):

 

 

Apesar de já ser utilizada em alguns eventos, a Ooho depende de financiamento coletivo para chegar oficialmente ao mercado. O Skipping Rocks Lab acredita que o produto deva ser lançado em escala industrial em cerca de um ano. Merece nossa torcida!

 

Garrafas de plástico são transformadas em lindas e confortáveis sapatilhas

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

 

Você já parou para pensar em quanto lixo plástico gera todos os anos? As garrafas PET surgiram para facilitar a vida e o transporte de bebidas, mas muitas vezes acabam descartadas de maneira irregular e geram poluição não apenas nas cidades, como também em rios e oceanos.

 

O que muita gente não sabe é que elas podem servir de matéria prima para diversos produtos e com criatividade é possível renovar seu ciclo de vida e reduzir o descarte. Pensando nisso, uma empresa resolveu utilizá-las para criar lindas e sustentáveis sapatilhas.

 

 

O processo é simples e interessante: o material é recolhido em centros de coleta seletiva, triturado e transformado em fios. Em seguida, ele passa por outra modificação para ser levado a uma impressora 3D, que apronta o calçado em apenas seis minutos.

 

O mais bacana? O resultado final é uma flat bonita e confortável, e que ainda pode ser lavada em máquina e reciclada ao final de sua vida útil.

 

Agora é torcer para a iniciativa virar moda, não é?

Alerta contra a poluição! Artista usa o lixo como base para criar obras em forma de animais

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

 

 

A produção excessiva de resíduos deveria ser uma grande preocupação da atualidade. À vezes, no entanto, ela transparece apenas como uma consequência do cotidiano, algo trivial, que muitas vezes preferimos ignorar.

 

 

O artista português Artur Bordalo, que assina suas obras como Bordalo II, decidiu fazer esse problema saltar aos olhos ao transformar esses materiais nos animais que tanto lixo e poluição acabam por ameaçar.

 

 

“Trash Animals (Animais de lixo, em tradução livre) é uma série de obras que tem como objetivo chamar a atenção para um problema atual que pode acabar esquecido, tornar-se trivial ou um mal necessário. O problema envolve a produção de resíduos, materiais que não são reutilizados, a poluição e seus efeitos sobre o planeta”, diz em seu site. “As peças são produzidas com materiais em fim de vida: a maioria encontrados em terrenos baldios, fábricas abandonadas ou aleatoriamente”, completa.

 

 

O resultado, bastante poderoso, começou a ser exibido em seu país natal. Agora, no entanto, Bordalo pretende levar sua mensagem pelo mundo. É para pensar, não é?

 

Já pensou em plantar o jornal depois de acabar a leitura?

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

 

 

Por mais que a internet tenha facilitado o acesso à informação e à leitura de diversos veículos de imprensa, ainda quem prefira o prazer de segurar o jornal físico em suas mãos durante a leitura. Ao fim dessa atividade, no entanto, o que fazer com tanto papel?

 

Claro que a reciclagem é um caminho muito útil e importante. Um periódico japonês, no entanto, decidiu fazer com que suas edições tivessem um ciclo completo de retorno à natureza.

 

Como mostra um vídeo postado na página do Facebook PlayGroundBr, o jornal “The Mainichi” é feito com material reciclado e sementes. Por isso, depois da leitura ele pode ser picado e plantado. Para completar a experiência, a tinta utilizada no processo de impressão das notícias é totalmente vegetal e funciona como fertilizante para a plantinha que está por nascer.

 

Olha só:

 

A iniciativa do jornal, que tem uma grande preocupação ecológica também em seus temas, agradou bastante os japoneses. Segundo o site “The Creative Cosmopolitan, o  “The Mainichi” passou a ser um dos favoritos nas escolas, já que depois de estimular a leitura dos pequenos, eles também aprendem a reciclar, plantar e cuidar das plantinhas. Adoro!