Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Posts com a Tag ‘Grammy’

União feminina, empoderamento e o inspirador discurso de Beyoncé no Grammy

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

 

This breathtaking performance by @beyonce is just the beginning of the epic #GRAMMYs performances happening tonight. Keep watching on @cbstv!

A photo posted by Recording Academy / GRAMMYs (@recordingacademy) on

 

O Grammy não só é uma importantíssima festa da música, como também funciona como uma grande plataforma para que os artistas possam dividir com o público suas convicções e opiniões sobre os assuntos de relevância mundial.

 

E na edição realizada na noite desse domingo (12), o que seu viu foi um show de união feminina – principalmente por conta da grande vencedora da premiação, Adele, que fez questão de ovacionar Beyoncé ao receber o principal troféu da noite (Disco do Ano) –, de posicionamento políticoKaty Perry mostrou seu descontentamento com o governo de Donald Trump ao usar uma faixa com a palavra “resist” ao redor do braço e cantar o single “Chained to the Rhythm” em meio a cercas –, além de uma celebração da mulher e da maternidade – trazidas ao palco pela já citada Beyoncé.

 

Veja um pouco da performance:

 

 

Não foi apenas celebrando a música, no entanto, que esse ícone do pop deixou sua marca no Grammy. Ela fez um discurso empoderador, não apenas para garotas negras ao redor do mundo que carecem de representatividade, mas para todos. São palavras tão necessárias que tinha que reproduzir por aqui. Assista ao vídeo (em inglês) e, abaixo, coloco a tradução.

 

 

“Obrigada aos votantes do Grammy por essa honra incrível, e obrigada a todos que trabalharam duro para capturar de um jeito tão lindo a profundidade da cultura sulista. Agradeço a Deus por minha família, meu marido maravilhoso, minha filha linda, meus fãs por me darem tanta alegria e apoio.

 

Todos nós vivemos dores e perdas, e frequentemente nos tornamos inaudíveis. Minha intenção para o filme e para o disco era criar um trabalho que desse uma voz para nossas dores, nossas dificuldades, nossa escuridão e nossa história, para enfrentar problemas que nos deixam desconfortáveis.

 

É importante para mim mostrar imagens para meus filhos que reflitam a beleza deles, para que eles possam crescer em um mundo em que, quando se olharem no espelho – primeiro por meio de suas famílias, assim como no noticiário, no Super Bowl, nas Olimpíadas, na Casa Branca – e vejam eles mesmos. E não tenham dúvida de que são lindos, inteligentes e capazes.

 

Quero isso para cada criança de todas as raças, e eu acho vital que aprendamos com o passado e reconheçamos nossa tendência de repetir nossos erros. Obrigada, novamente, por premiarem “Lemonade”. Tenham uma linda noite. Obrigada por esta noite. Isso é incrível”