Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Posts com a Tag ‘Beyoncé’

Vídeo contagiante mostra por que temos que proteger as meninas de todo o mundo

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

 

Uma criança é um ser humano no seu estado mais puro, mais inocente, mais bonito. Ela enxerga a vida e o mundo de um jeito lindo e cheio de esperança. E quem tem um pequeno por perto sabe como eles têm a capacidade de renovar a esperança dentro de nós, adultos, também. É por isso que, nesse Dia das Crianças, além de pedir muitas bênçãos para as crianças de todo o mundo, o blog lembra a importância de protegermos a infância.

 

 

Screen Shot 2017-10-12 at 11.33.49

 

Nesse dia 11, que foi escolhido para celebrar o Dia da Menina, uma série de entidades internacionais, como a Unicef e a Plan Internacional, se uniram e lançaram uma campanha chamada #FreedomforGirls, ou Liberdade para as Meninas.

 

 

Screen Shot 2017-10-12 at 11.33.12

 

Na campanha, um vídeo lindo e supermotivador mostra meninas de todas as partes do mundo, da Índia aos Estados Unidos, dançando a canção “Freedom”, da cantora Beyoncé. Entre as imagens, há alguns dados bem impactantes: dizem que, a cada cinco minutos, uma menina morre por conta de violência; que, a cada quatro meninas, uma é obrigada a casar ainda criança; que 71% das vítimas de tráfico humano são mulheres; e que 130 milhões de meninas estão fora das escolas.

 

 

Screen Shot 2017-10-12 at 11.32.05

 

A campanha também foi criada para apoiar as metas que as Nações Unidas determinaram para o Desenvolvimento Sustentável, como o fim da pobreza, a redução das desigualdades e a igualdade de gênero. Líderes de vários países assinaram um compromisso de atender esses objetivos até 2030. Que nós possamos construir esse mundo mais equilibrado e melhor para as meninas e os meninos de todos os cantos, não é mesmo? Assistam o vídeo aqui embaixo, e um lindo feriado para vocês!

 

 

 

 

União feminina, empoderamento e o inspirador discurso de Beyoncé no Grammy

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

 

This breathtaking performance by @beyonce is just the beginning of the epic #GRAMMYs performances happening tonight. Keep watching on @cbstv!

A photo posted by Recording Academy / GRAMMYs (@recordingacademy) on

 

O Grammy não só é uma importantíssima festa da música, como também funciona como uma grande plataforma para que os artistas possam dividir com o público suas convicções e opiniões sobre os assuntos de relevância mundial.

 

E na edição realizada na noite desse domingo (12), o que seu viu foi um show de união feminina – principalmente por conta da grande vencedora da premiação, Adele, que fez questão de ovacionar Beyoncé ao receber o principal troféu da noite (Disco do Ano) –, de posicionamento políticoKaty Perry mostrou seu descontentamento com o governo de Donald Trump ao usar uma faixa com a palavra “resist” ao redor do braço e cantar o single “Chained to the Rhythm” em meio a cercas –, além de uma celebração da mulher e da maternidade – trazidas ao palco pela já citada Beyoncé.

 

Veja um pouco da performance:

 

 

Não foi apenas celebrando a música, no entanto, que esse ícone do pop deixou sua marca no Grammy. Ela fez um discurso empoderador, não apenas para garotas negras ao redor do mundo que carecem de representatividade, mas para todos. São palavras tão necessárias que tinha que reproduzir por aqui. Assista ao vídeo (em inglês) e, abaixo, coloco a tradução.

 

 

“Obrigada aos votantes do Grammy por essa honra incrível, e obrigada a todos que trabalharam duro para capturar de um jeito tão lindo a profundidade da cultura sulista. Agradeço a Deus por minha família, meu marido maravilhoso, minha filha linda, meus fãs por me darem tanta alegria e apoio.

 

Todos nós vivemos dores e perdas, e frequentemente nos tornamos inaudíveis. Minha intenção para o filme e para o disco era criar um trabalho que desse uma voz para nossas dores, nossas dificuldades, nossa escuridão e nossa história, para enfrentar problemas que nos deixam desconfortáveis.

 

É importante para mim mostrar imagens para meus filhos que reflitam a beleza deles, para que eles possam crescer em um mundo em que, quando se olharem no espelho – primeiro por meio de suas famílias, assim como no noticiário, no Super Bowl, nas Olimpíadas, na Casa Branca – e vejam eles mesmos. E não tenham dúvida de que são lindos, inteligentes e capazes.

 

Quero isso para cada criança de todas as raças, e eu acho vital que aprendamos com o passado e reconheçamos nossa tendência de repetir nossos erros. Obrigada, novamente, por premiarem “Lemonade”. Tenham uma linda noite. Obrigada por esta noite. Isso é incrível”

 

 

Dance se Puder chega ao final destacando a determinação dos candidatos

segunda-feira, 27 de junho de 2016

 

Foi lindo ver a final do “Dance Se Puder” nesse domingo (26). Muito mais emocionante ainda foi lembrar que, a cada domingo, os jovens atores se superaram em coreografias intrincadas, sempre com muita alegria e determinação. É possível dizer, sem dúvida alguma, que todos foram vencedores desde a primeira vez que pisaram no palco, né?

 

Depois de diversas eliminatórias, chegaram à final Raissa Chaddad, Pedro Henrique, Gustavo Daneluz, Gabriel Santana e Thomaz Costa. Por fim, a única garota a se apresentar nessa etapa levou para casa os dois prêmios: o Troféu Internet (por sua performance com a música “Crazy in Love”) e o título de campeã do quadro.

 

Já bateu saudade das apresentações? Aperta o play:

 

Raissa Chaddad dança Beyoncé:

 

Pedro Henrique dança Justin Bieber:

 

Gustavo Daneluz dança Justin Timberlake:

 

Gabriel Santana dança Usher:

 

Thomaz Costa dança Michael Jackson:

 

Adoro! Dá a maior vontade de sair dançando junto com eles, não é? E você, gostou de acompanhar o “Dance se Puder”?

 

Vídeo mostra divas dos últimos 103 anos em dois minutos

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Screen Shot 2016-05-20 at 09.14.27

Cada década tem uma diva da música, que nos inspira com seu talento, sua personalidade e seu estilo. São tão diferentes uma da outra que chega a ser curioso colocá-las lado a lado, quando podemos ver tudo o que as une e o que as separa.

Foi exatamente isso que a revista americana Vanity Fair fez: em dois minutos de vídeo, apresentou modelos produzidas como os ícones pop dos últimos 103 anos.

Nas imagens, vemos o visual e os trejeitos de artistas como Diana Ross, dos anos 1970, Madonna, dos 1980, e Britney Spears, dos 1990.

Screen Shot 2016-05-20 at 09.14.39

O vídeo ainda destaca as características de cada um dos looks. É um show de moda e inspiração para nós, que não cansamos de admirar a beleza dessas musas!

É imperdível! Beyoncé e Eddie Vedder fazem dueto arrepiante em música de Bob Marley

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

 

Um dueto tão inusitado quanto belo virou notícia desde o último sábado, quando ocorreu no palco do festival Global Citizen, em Nova York: Eddie Vedder, líder da banda grunge Pearl Jam, dividiu os vocais com Beyoncé, diva do pop e do R&B, no clássico “Redemption Song”.

 

 

Embalados pelas notas do violão tranquilo do rockeiro, os dois, donos de vozes poderosas e contrastantes, encontraram o equilíbrio sonoro ao repartir as estrofes da canção de Bob Marley e ao unir seu canto no refrão.

 

O cover, arrepiante, ficou ainda mais significativo ao dividir espaço com um discurso feito por Nelson Mandela em 2005 pedindo a superação da pobreza global. Enquanto, ao fundo e em vídeo, o ícone da luta pela igualdade proferia suas palavras, Vedder continuava tocando seu violão e Beyoncé harmonizando a mistura com sua voz.

 

 

Lindo, não? Sem figurinos extravagantes, coreografias acrobáticas ou cenário pirotécnico, os dois encantam e emocionam.

 

Muito além do talento musical, no entanto, é preciso frisar a perfeita escolha de “Redemption Song” para um festival contra a miséria. Afinal, em seus famosos versos, Bob Marley dá o recado: “emancipem-se da escravidão mental, ninguém além de nós pode libertar a nossa mente”. E libertar a mente é um dos primeiros passos para um mundo mais justo, certo?