Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Posts com a Tag ‘Arte’

Designer transforma obras de arte em looks lindos e criativos

sábado, 22 de abril de 2017

 

Uma das características mais bacanas da moda é poder mostrar a sua personalidade e até o seu humor através das roupas, algo que Ariel Adkins sabe e faz de maneira primorosa. Apaixonada por arte, ela usa as telas e instalações como inspiração para peças coloridas e cheias de estilo.

 

 

A antiga gerente de mídias sociais usa o Instagram para mostrar os looks e as obras que os motivaram, e o resultado é uma coleção de cliques lindos e inspiradores, que evidenciam o seu amor pela história da arte, pela costura e, claro, seu olhar para o design.

 

 

Ariel diz escolher as peças de arte que mais se destacam visualmente, ou que representem um tema que ela queira explorar. E vale de tudo: das pinturas coloridas de Matisse, passando pelas esculturas de vidro de Chihuly até as instalações impressionantes de Yayoi Kusama.

 

 

“Fazer minhas próprias roupas me deu muito mais liberdade de expressão, e simultaneamente me lançou em um caminho obsessivo para entender e imitar as técnicas dos artistas que me inspiraram. Eu sempre tive um amor profundo pela arte visual e, para mim, traduzir minha inspiração em meu estilo pessoal é o selo de aprovação final”, contou em entrevista ao “My Modern Met”.

 

 

Quer ver mais peças? Você pode visitar o site do projeto, que foi apelidado por ela de “Artfully Awear“.

 

 

Pinturas de Edward Hopper ganham vida em projeto digital

quinta-feira, 13 de abril de 2017

 

Adoro iniciativas que, com criatividade, consigam convidar novos públicos a desfrutarem de obras de arte. E, para marcar o 50º aniversário da morte do pintor americano Edward Hopper, uma agência do Reino Unido teve uma ideia tão simples quanto interessante: transformar suas peças mais conhecidas em gifs.

 

O projeto, que recebeu o nome de “Edward Hopper in motion”, possibilitou que nove pinturas ganhassem movimentos sutis e, com isso, uma nova vida digital. Fazem parte da homenagem “Automat”, “Chop suey”, “Lighthouse hill”, “New York movie”, “Morning sun”, “People in the sun”, “Nighthawks”, “Hotel window” e “House by the railroad”.

 

O principal êxito da agência Verve Search foi escolher com maestria os pontos de cada obra a animar, com isso elas mantiveram seu espírito realista e sem deixar de salta aos olhos de quem as apreciam. Veja abaixo:

 

 

 

 

 

 

Essa artista cria esculturas lindas e delicadas para conscientizar as pessoas sobre a natureza ameaçada

domingo, 19 de fevereiro de 2017
Foto: Divulgação/NirVena

Foto: Divulgação/Etsy/NirVena

Usar a arte para lutar por uma causa é um gesto nobre. É o caso da artista búlgara Nevena Atanasova, que através do seu trabalho, chama atenção para as questões ambientais.

Foto: Divulgação/NirVena

Foto: Divulgação/Etsy/NirVena

Ela desenvolve esculturas de animais que ela mesma diz serem “belas, enérgicas e misteriosas”, e assim se esforça para compartilhar, de um jeito natural, seus sentimentos sobre consumo excessivo e como o meio ambiente está ameaçado.

Foto: Divulgação/NirVena

Foto: Divulgação/Etsy/NirVena

Entre os vários materiais que​ ela manipula, o arame é sua fascinação. Para Nevena, o fio é um material elegante e expressivo, que fala, traz a história e o toque do artista que o usa. Além disso, sua inspiração vem de todos os tipos de santuários antigos e lugares de outro mundo. Um trabalho lindo para apreciar, refletir e se inspirar. Eu amei. E você?

Foto: Divulgação/NirVena

Foto: Divulgação/Etsy/NirVena

Artista esculpe em livros velhos e renova seu encantamento

domingo, 9 de outubro de 2016

 

 

O Dia das Crianças está chegando e hoje o blog entra no clima de fantasia que a data pede com o trabalho de uma artista britânica que une, em suas obras, a fascinação dos livros e a mágica dos cenários sob medida para fazer a imaginação voar longe.

 

 

Já mostrei por aqui um pouquinho do trabalho de Su Blackwell, mas vale a pena te contar como ela começou a se apaixonar por esculpir em histórias impressas, sobre seu processo criativo e, claro, ver mais de suas encantadoras peças.

 

 

A artista conta que, depois de estudar escultura na Royal College of Art, passou uma temporada ao Sudeste Asiático e conheceu a arte em papel feita por lá. Depois de voltar pra casa, passou a experimentar com os livros.

 

 

O mais interessante é que Su procura os exemplares em lojas de segunda mão e tenta ler ou ao menos estar familiarizada com o enredo antes de começar a esculpir. Ela frisa que gosta de deixar algumas palavras intactas no processo para dar ainda mais significado às obras.

 

Um lindo modo de dar nova vida a itens que estavam encostados em prateleiras. Além disso, muito significativo mostrar, de maneira artística, como os livros podem te transportar para novos lugares, cenários e mundos. Adoro!

 

Impressionismo 3D, de Sayaka Ganz, transforma velhos objetos de plástico em arte

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

 

 

Em um primeiro momento, ao ver as obras de Sayaka Ganz, o que mais chama a atenção é a precisão da artista ao retratar os movimentos dos animais que recria. Ao chegar mais perto de uma de suas peças, no entanto, os olhos começam a encontrar colheres, garfos, espátulas e muitos outros objetos do cotidiano feitos de plástico.

 

 

“Quando os espectadores chegam mais perto das minhas esculturas fica claro que esses animais são feitos de itens plásticos da cozinha e outros objetos domésticos. Você pode até ter aqueles mesmos apetrechos na sua gaveta”, conta a japonesa, frisando que seu trabalho também tem uma preocupação ambiental. “Em uma inspeção ainda mais próxima, é possível ver que esses itens estão manchados ou dobrados, porque eles foram comprados em lojas de segunda-mão ou coletados de parentes e amigos”, fala.

 

 

Sim, materiais que poderiam parar no lixo ganham uma segunda vida cheia de beleza e movimento pelas mãos de Sayaka. “Chamo meu estilo de ‘Impressionismo 3D’. Uso os apetrechos de plástico como se fossem as pinceladas em uma obra de Van Gogh.”

 

 

Arte, criatividade e reciclagem juntas em um lindo projeto. Eu adorei, e você?