Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

25 set 16 03:53
Eliana

Sejam bem-vindos!

Tudo o que interessa ou ainda vai interessar.
Novidades, notícias, gostos, grandes assuntos, pequenos detalhes.
Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

bjobjo,

Eliana

19 set 16 10:01 O emocionante reencontro de mãe e filha que não se viam há mais de 30 anos

 

O noticiário às vezes pode parecer cruel, tantas são as informações difíceis, complicadas e tristes que recebemos todos os dias. Por isso, fico tão feliz de começar a semana com uma notícia tão boa quanto o reencontro de uma mãe e uma filha que não se viam há mais de 30 anos.

 

Esse tão esperado abraço foi mostrado no Programa Eliana desse domingo (18), mas antes pudemos acompanhar um pouco da história de Margarida, que precisou deixar a filha de apenas 15 dias, Vitória Régia, sob os cuidados do casal Pedro e Maria, pois não tinha condições de sustentar a menina e precisava trabalhar como empregada doméstica.

 

Alguns anos depois, ela saiu de Salvador e foi morar em São Paulo. Com isso, perdeu o contato com a filha, que só descobriu ter sido adotada por volta dos 8 anos de idade. Muito tempo se passou e as duas passaram a se procurar. Foi aí que o programa e Walter Peceniski entraram em ação.

 

Depois de localizar as duas, foi a hora de criar uma pegadinha do bem. Assista (clique na imagem abaixo):

 

 

Mesmo decepcionada, Vitória não esmoreceu e continuou com fé de encontrar Margarida. E o momento do reencontro foi ainda mais emocionante, porque cedeu espaço para mais mães que perderam seus filhos fazerem apelos reais. Então, acompanhe o desfecho da história e, se tiver qualquer notícia sobre as pessoas mostradas, ajude nas investigações (clique na imagem abaixo):

 

 

Muito gratificante poder testemunhar a união dessa família. Como falei no programa, senti uma energia ímpar. E espero ter a oportunidade de ajudar muitos outros abraços como esse. Por isso, repito aqui as imagens das outras mães procurando seus filhos:

 

 

 

 

 

18 set 16 11:12 Artista faz de livros os protagonistas de ilustrações surreais

 

Você, que acompanha o blog, sabe que sou fã da leitura e de tudo o que ela pode proporcionar. E, por isso, quis mostrar por aqui o trabalho do ilustrador coreano Jungho Lee, que transforma os livros em protagonistas de histórias, portais para novos mundos e muito mais.

 

De acordo com o jornal “The Guardian”, ele faz os desenhos à mão, depois os escaneia e, por fim, cria camadas digitalmente para que cada obra ganhe a profundidade adequada sem perder sua essência surrealista.

 

Encante-se:

 

 

Ao ler um livro, você pode se sentir jovem novamente.

 

A leitura pode te levar a novos mundos.

 

O conhecimento de um livro pode te ajudar a encontrar o caminho na escuridão, legal, não é?

 

Que tal viajar nas asas de um livro?

 

Adorei esses desenhos cheios de significados, e você? Ler é bom demais!

 

17 set 16 09:47 Em projeto divertido, designer ilustra uma fala icônica do cinema por dia

 

Que tal começar o seu fim de semana com uma pitadinha de criatividade e outra de diversão? Então você precisa conhecer o “365 Days of Hand Lettered Movie Quotes” (365 dias de falas de filmes, em tradução livre), em que o designer e ilustrador Ian Simmons transforma trechos de obras superconhecidas em cartazes descolados.

 

O mais interessante é que, como o próprio nome do projeto indica, ele cria uma nova ilustração por dia até completar um ano. E, nesse trabalho tão difícil quanto apaixonante, são usados comédias, musicais, aventuras de ficção científica e muitos clássicos do cinema.

 

Melhor que falar a respeito é ver os filmes e reconhecer as citações, não é? Então aproveite!

 

“A melhor coisa que você vai aprender é apenas amar e ser amado em retorno”, do musical “Moulin Rouge”

 

“Faça ou não faça. Não existe tentar”, de “Star Wars – O Império Contra-Ataca”

 

“Vou fazer uma proposta que ele não pode recusar”, fala icônica de “O Poderoso Chefão”

 

“A flor que floresce na adversidade é a mais rara de bela de todas”, da animação “Mulan”

 

“Até a menor das pessoas pode mudar o curso do futuro”, de “Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel”

 

Muito legal, não é? Para ver outras ilustrações, clique aqui e acesse o instagram do artista.

 

16 set 16 10:51 Fazer sorrir é coisa séria: 25 anos de Doutores da Alegria

 

 

A noite dessa quinta foi marcada pelo reconhecimento de 25 anos de um trabalho importantíssimo: desde 1991, os Doutores da Alegria transformam a dor e a tristeza das crianças hospitalizadas em sorrisos tímidos, gargalhadas sinceras e momentos únicos.

 

A celebração, realizada em São Paulo, frisou a importância da ONG fundada por Wellington Nogueira, que já distribuiu alegria para mais de um milhão de pacientes – e, atualmente, com seus “besteirólogos” leva sonhos e piadas a nove entidades da capital paulista.

 

Foto: Instagram Doutores da Alegria

 

Sim, apesar do tradicional nariz vermelho, a entrega dos Doutores da Alegria é uma coisa muito séria. Já participei com eles de algumas ações e sei de sua importância na recuperação de quem está no hospital. Além disso, são pessoas que se dedicam voluntariamente para amenizar um momento tão difícil, para humanizar um ambiente que pode parecer bastante cruel – principalmente para as crianças.

 

Quer saber mais sobre os Doutores da Alegria e também como colaborar para manter esse trabalho incrível? Clique aqui e acesse o site oficial.

 

 

15 set 16 11:00 Garota de 16 anos cria aplicativo para unir estudantes solitários

 

 

 

Já falei por aqui sobre os perigos do cyberbullying, mas as facilidades do mundo virtual também podem ser usadas pelo bem de quem sofre com esses atos violentos ou discriminatórios. O mais novo a chamar a atenção é o aplicativo “Sit With Us” (Sente-se conosco, em tradução livre).

 

Ele foi idealizado por Natalie Hampton, uma garota de 16 anos que sofria com a indiferença de seus colegas de escola e se sentia supertriste ao lanchar sem nenhuma companhia. “Eu era completamente colocada de lado, então tinha que almoçar sozinha todos os dias. Quando você entra no refeitório , vê as mesas ocupadas e sabe que ir até elas vai resultar em rejeição, se sente extremamente solitária e isolada”, desabafa a garota.

 

 

Apesar de ter trocado de escola e hoje não sofrer mais com o problema, Natalie decidiu ajudar outros estudantes que não têm amigos ou se tornam motivo de piada para os “populares”. Foi aí que nasceu a ideia do aplicativo: qualquer um cadastrado pode se transformar no embaixador de uma mesa e facilitar que outros usuários combinem de almoçar juntos. Além de melhorar a autoestima das crianças e adolescentes, esse tipo de iniciativa faz com que amizades inesperadas surjam.

 

Achei incrível! Claro que o sistema de intervalo das escolas brasileiras é diferente do das norte-americanas, mas essa pode ser uma inspiração para incentivar seu filho a estender a mão a uma criança solitária, não é?