Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Arquivo da Categoria ‘Vídeo’

Vídeo emocionante mostra que o amor entre mãe e filho não tem barreiras

segunda-feira, 26 de junho de 2017

 

O amor que existe na relação entre uma mãe e um filho é único, né? Quem viveu sabe que esse vínculo é muito poderoso, capaz de nos fazer dar conta de uma rotina supercorrida, lutar contra o mundo, virar uma verdadeira super-heroína só para ver nossos pequenos bem e protegidos!

 

mae-1

 

Pois uma campanha de lingerie da Tailândia teve a sensibilidade e a criatividade de retratar esse cotidiano em um comercial. Nele, conhecemos o dia a dia de uma mãe jovem, que precisa se dividir entre os estudos e os cuidados solitários com a filhinha pequena.

 

mae2

 

O amor entre as duas é visível e muito emocionante: aparece no banho que tomam juntas, quando deitam para dormir abraçadas, quando comem e brincam uma com a outra. Em cada gesto, você vê a delicadeza desse vínculo e a dedicação sem limites da mãe, ainda que todas as pessoas ao seu redor a olhem com julgamentos.

 

mae3

 

O vídeo tem seu ponto alto no final, quando descobrimos um segredo ainda mais emocionante da história das duas. Não vou contar para não estragar a surpresa, só posso dizer que esse vídeo toca fundo no coração e mostra que nada supera o amor verdadeiro, capaz de mover montanhas! E o mais incrível é que é baseado em uma história real.

 

 

 

Vídeo emocionante mostra como as crianças enxergam as diferenças entre elas

sábado, 24 de junho de 2017

 

Quando a gente convive com crianças pequenas sempre se vê diante de um jeito diferente e renovado de enxergar a vida! E é impressionante o quanto esses pequenos nos ensinam, principalmente quando o assunto é amor, amizade e igualdade. Um vídeo lançado pelo canal infantil da BBC, CBeebies, mostra justamente isso.

 

Screen Shot 2017-06-24 at 10.34.45

 

No vídeo superfofo, duplas de amiguinhos são entrevistados. Eles precisam responder o que os torna diferentes uns dos outros. Entre os pequenos, há crianças brancas e negras, uma criança com síndrome de Down, uma cadeirante, crianças de etnias diferentes, gêneros e características físicas distintas.

 

Screen Shot 2017-06-24 at 10.34.11

 

O mais emocionante é que os pequenos entrevistados têm dificuldades para pensar nas diferenças entre eles, e acabam respondendo sobre gostos pessoais. Uma das duplas, formada por um garotinho e uma garotinha, responde que o menino não gostava de alface, mas agora gosta, enquanto a garota ainda detesta alface. Outros pequeninos citam como diferenças os lugares onde moram na rua, suas habilidades para dança e esportes, se vivem em uma casa com ou sem esquilos e até o tamanho de seus dedos do pé.

 

Screen Shot 2017-06-24 at 10.33.52

 

Seus depoimentos nem consideram aqueles aspectos que, entre muitos adultos, são alvo de preconceito e intolerância. As crianças parecem enxergar quem o amiguinho realmente é, independentemente de sua origem, gênero, raça ou etnia. É de uma pureza muito grande. Que a gente siga aprendendo com esses pequenos para construir um mundo mais justo e igualitário!

 

Assista a seguir:

 

 

 

Ney Matogrosso, Elisa Lucinda e Oswaldo Montenegro participam de clipe emocionante

sábado, 17 de junho de 2017

O que seria do mundo sem todas as suas cores, sem pessoas dos tipos mais diferentes, sem paisagens de todas as belezas, sem o mar, as montanhas, as praias, a neve, toda a nossa fauna e toda a nossa flora? É essa diversidade que torna a vida tão bonita e rica, e que nos ensina todos os dias a respeitar cada ser humano dentro do seu jeito único de ser.

Screen Shot 2017-06-16 at 20.24.20

O cantor, ator e roteirista mineiro Renato Luciano captou toda essa beleza no clipe de sua nova música, “De Toda Cor”. Com uma letra linda, que exalta a diversidade, ele tem participações muito especiais de Ney Matogrosso, Elisa Lucinda, Oswaldo Montenegro, Pedro Luis, Léo Pinheiro, Laila Garin, Emílio Dantas, entre outros. Também foca em pessoas das mais diferentes, para acentuar mesmo como cada um pode e deve reconhecer a beleza que vive dentro de si.

 

Screen Shot 2017-06-16 at 20.22.28

A gravação ganha um toque ainda mais emocionante com a poesia declamada pela escritora Elisa Lucinda, “O Inexato”, recitada no meio da música. Os versos criados pela poeta também destacam a beleza das coisas únicas e diferentes que compõem todo o nosso mundo, e reforçam a mensagem de que cada ser que habita esse planeta merece ser celebrado e respeitado.

 

 

Piloto registra, em timelapse, noite estrelada no percurso entre Zurique e São Paulo

terça-feira, 2 de maio de 2017

 

Beleza de tirar o fôlego seria uma boa frase de apresentação para o vídeo que quero te mostrar hoje. Ele é obra de Sales Wick, um piloto de avião, fotógrafo e produtor de filmes baseado na Suíça que registra suas viagens internacionais e divulga pelo site BeyondClouds (Além das nuvens, em tradução livre).

 

Esse, em especial, fisga a atenção desde seu título, “Meet the Milky Way” (conheça a Via Láctea”, em tradução para o Português), e não decepciona nas imagens em timelapse: um deslumbrante céu noturno completamente estrelado em que é possível acompanhar a viagem de estrelas cadentes.

 

Além de toda essa beleza, o espectador segue ponto a ponto a viagem do piloto de Zurique, na Suíça, até São Paulo. Assista:

 

 

É para ver, rever, se emocionar e se contagiar com a beleza que nos cerca sem que a gente perceba, não é?

 

 

Animação mostra o absurdo que é culpar uma vítima de estupro

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Screen Shot 2016-07-14 at 09.10.38

Quando uma pessoa é assaltada, dificilmente alguém duvida da palavra da vítima ou tenta achar razões para que ela tenha sido atacada. Mas, quando o assunto é estupro, infelizmente não é isso que acontece. Depois de passar por essa violência terrível, a mulher muitas vezes ainda tem que lidar com questionamentos que colocam a palavra dela em xeque e até a colocam como “culpada” pelo crime.

Screen Shot 2016-07-14 at 09.12.39

Para tratar desse assunto, o Blue Seat Studios criou a simpática animação “James is dead” (algo como “James morreu”), com figuras de pauzinho. No vídeo, dois amigos conversam sobre o assassinato de um colega da faculdade, que aconteceu depois de uma festa.

Fazendo um paralelo com o que acontece em casos de estupro, um dos personagens pergunta se a vítima tinha bebido e que roupa estava usando. E ainda fala que, se o rapaz estivesse sóbrio, talvez pudesse ter lutado contra o criminoso – ou seja, que foi a vítima que “se colocou” naquela situação.

Screen Shot 2016-07-14 at 09.11.25

Também diz: “Ele sempre usava camisetas com gola em V. Quer dizer, se você não quer levar uma facada no pescoço, devia vestir uma blusa de gola rolê”.

Parece um absurdo levantar essas questões diante de um crime, né? E isso vale para tudo: assassinato, roubo e estupro. Temos sempre que lembrar: uma vítima é uma vítima, e a culpa do crime nunca pode ser dela.