Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Arquivo da Categoria ‘Sustentável’

Artista usa suas esculturas para falar da poluição

quinta-feira, 23 de março de 2017

 

Cada obra de arte carrega em si uma mensagem, por mais sutil que ela seja. No caso do trabalho do escultor italiano Willy Verginer, no entanto, esse significado é tão direto quanto impactante.

 

 

Suas obras são esculpidas a partir de um único tronco de árvore com um nível de detalhamento impressionante. E, depois disso, os humanos ou animais retratados são pintados apenas parcialmente e com poucas cores.

 

 

Essa escolha até causa estranheza, mas ela dura poucos segundos: é fácil perceber a conexão dessas faixas de tinta com a poluição causada pelo homem, mas que também o afeta. Além disso, como aponta o site da revista “Hi-Fructose”, Verginer também representa paisagens naturais em tamanho miniatura em suas obras – uma maneira de nos lembrar que, apesar de poderosa, a natureza é frágil e precisa sim de cuidados e atenção.

 

 

Um trabalho lindo e com uma mensagem importante. Eu adorei, e você?

 

Incrível! Projeto une criatividade e reaproveitamento

domingo, 19 de março de 2017

 

Adoro ideias criativas e que dão uma cara nova a objetos do cotidiano – curto ainda mais quando essa realização se ampara no reaproveitamento de coisas que, de outra maneira, acabariam na lixeira.

 

 

Foi por isso que quis te mostrar um trabalho que está fazendo o maior sucesso na internet: um usuário do Imgur que se apresenta como “thepassionofthechris” guardou, junto com seus amigos e família, mais de 2500 tampinhas de garrafa por cerca de 5 anos para fazer um incrível balcão de cozinha.

 

 

Primeiro, as tampas foram separadas por cores: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo e violeta.  Enquanto isso, o móvel em madeira foi montado e pintado de preto – tudo para que a cobertura colorida saltasse ainda mais aos olhos.

 

 

Depois, foi necessário um pouco de paciência e de mente aberta para deixar o projeto original – de faixas de cores – um pouco mais fluído. “Visualmente, sentimos que seria mais interessante dispersar várias tampas para adicionar pontos de cor”, escreveu “thepassionofthechris”.

 

 

Com todas as peças colocadas e niveladas, ele adicionou cinco camadas de resina para selar o trabalho e adicionar cor ao resultado. Ficou lindo, não é? E você, tentaria algo parecido em casa?

 

Artista cria vasos com madeira de árvores derrubadas por tempestades

terça-feira, 14 de março de 2017

 

 

Fiquei encantada ao ver o nível de detalhamento das obras de Gordon Pembridge, que cria vasos de madeira com animais e plantas esculpidos. Mas fiquei ainda mais impressionada ao descobrir que a maior parte da matéria prima que ele usa vem de árvores derrubadas por tempestades.

 

 

Quer saber um pouco mais sobre ele? Nascido no Quênia, ainda menino teve a possibilidade de experimentar e vivenciar alguns cantos selvagens da África e, por lá, desenvolveu uma paixão pela história natural. Depois, mudou-se para a Nova Zelândia, onde também se deparou com uma fauna e flora muito ricas.

 

 

Pembridge passou a incorporar esses elementos ao seu trabalho. De acordo com seu site oficial, nessa lindíssima série, ele usa um torno para criar os vasos e depois esculpe cada detalhe dos animais e da vegetação de suas duas terras de estimação, a África e a Oceania.

 

 

Depois disso, o artista usa a pintura para trazer ainda mais vida para cada uma de suas obras. O resultado é tão impressionante que fica difícil acreditar que tudo foi feito apenas com madeira e muito talento. Uma linda maneira de celebrar a natureza, não é?

 

Outdoors destacam a paisagem natural que está por trás deles

terça-feira, 7 de março de 2017

 

Quando você está dentro de um automóvel consegue apreciar a paisagem ao redor ou passa mais tempo impactado por propagandas ou fica de olho apenas na tela do seu smartphone?

 

Para fazer uma crítica a essas distrações e poluições visuais, a artista Jennifer Bolande criou a série “Visible Distance/Second Sight”, em que outdoors destacam exatamente as paisagens que estão por trás deles.

 

http://instagram.com/p/BRMbkTMBidR/

 

Vistas do ângulo planejado pela artista, a obras – que fazem parte da mostra “Desert X” (a mesma daquela casa toda feita de espelhos que já postei por aqui) – se alinham perfeitamente com o relevo real.

 

@_desertx Visible Distance / Second Site 2017 by #jenniferbolande #palmsprings #nevillewakefield #contemporaryart

A post shared by Fine Art Club (@fineartclub_) on

 

É uma provocação gostosa ao estilo de vida moderno, não é? Afinal, nada mais belo e perfeito para nos trazer paz do que curtir e dar o verdadeiro valor que a natureza merece.

 

Jennifer Bolande's billboards Visible Distance / Second Sight on the freeway for Desert X. #jenniferbolande #desertx @_desertx

A post shared by Honor Fraser Gallery (@honorfrasergallery) on

 

 

 

Britânico cria lindos murais para falar sobre a preservação de espécies ameaçadas

domingo, 8 de janeiro de 2017

 

 

Apesar de não ser um assunto tão tratado quanto deveria, os animais ameaçados de extinção devem ser uma preocupação mundial. E Louis Masai decidiu trazer luz ao tema utilizando a arte, mais precisamente lindos murais espalhados pelos Estados Unidos.

 

 

Para chegar ao seu objetivo de conscientização, esse britânico recorreu a um site de financiamento coletivo e, depois de conseguir o valor almejado, embarcou para a viagem que resultou em 20 murais pintados em 13 cidades durante pouco mais de dois meses.

 

 

Em “The Art of Beeing” (A arte de ser, em tradução livre), uma abelha – bicho que tem um grande papel na preservação da natureza – surge tecendo em patchwork espécies ameaçadas daquela determinada região. O mais interessante é que, enquanto o inseto é reproduzido de maneira realista, o “homenageado” da pintura surge de uma maneira mais artificial. “Pinto brinquedos porque se nós não agirmos agora para parar a extinção, somente os brinquedos permanecerão no lugar dos animais”, explicou ao “Huffington Post”.

 

 

Em paralelo à arte urbana, Masai também abasteceu um blog e seu Instagram com informações referentes aos animais retratados em suas obras. “Espero que em algum momento – mesmo que seja de apenas uma pessoa – haja interesse em descobrir mais informações sobre as espécies que estou pintando”, fala sobre o objetivo de seu projeto.

 

Apresentar e discutir o primeiro problema das espécies ameaçadas é um importante passo para preservá-las, não é?