Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Arquivo da Categoria ‘Literatura’

Livros se transformam em paisagens lindas e desgastadas

quarta-feira, 3 de maio de 2017

 

Não me canso de dizer que livros são mundos completos e que abri-los é como passear pelas ruas e ser apresentada às pessoas que vivem nesses lugares inusitados e inesquecíveis. Há, no entanto, uma discussão sobre o futuro desses volumes – ao menos da maneira como os conhecemos hoje –, uma vez que a digitalização parece o caminho mais evidente para as próximas décadas.

 

 

É desse embate entre o progresso tecnológico e a perda da cultura tradicional que nasce o trabalho do artista canadense Guy Laramée: ele se utiliza de livros – principalmente conjuntos de enciclopédias e dicionários antigos e desatualizados – para criar esculturas de paisagens ou construções cheias de texturas e tocadas pela erosão. Todas elas com a mesma mensagem embutida. “Meu trabalho, tanto em 3D como na pintura, tem origem na própria ideia de que o conhecimento mais atual poderia muito bem ser uma erosão em vez de uma acumulação.

 

 

Essa provocação a um mundo constantemente movido por novidades surge cheia de nuances impulsionadas pelos detalhes vistos nas montanhas, nas cavernas e nos outros relevos que o artista recria. É algo bonito, triste e cheio de reflexão. “Montanhas de conhecimento desativado voltam ao que realmente são: montanhas. Elas se corroem um pouco mais e se tornam colinas. Em seguida, se achatam e tornam-se campos onde aparentemente nada está acontecendo. Pilhas de enciclopédias obsoletas retornam àquilo que não precisa dizer nada, aquilo que simplesmente é”.

 

 

E você o que acha que a tecnologia cada vez mais avançada vai engolir os livros ou outros objetos da cultura tradicional? Conta no meu Facebook!

 

 

 

Incrível! Mapa destaca obras importantes da literatura mundial

terça-feira, 28 de março de 2017

 

Sempre falo por aqui das diferentes maneiras de viajar sem precisar sair fisicamente do lugar, não é? E uma nova oportunidade de conhecer mais desse imenso mundo vem de um mapa pra lá de diferente: no lugar de territórios, fronteiras e capitais, ele traz os livros mais famosos ou importantes de cada país.

 

 

Feito por um usuário do Reddit (site de discussões popular nos Estados Unidos) que se apresenta como Backfoward24, o mapa-múndi causa curiosidade e também discussão – afinal, a escolha dos títulos parece ter sido totalmente pessoal.

 

Ainda assim, é uma ótima seleção para quem quer navegar pela literatura mundial. Quer alguns exemplos? O Brasil é representado por “Dom Casmurro” (Machado de Assis), a Colômbia aparece com “Cem Anos de Solidão” (Gabriel García Márquez), os Estados Unidos ganham a estampa de “O Sol é Para Todos” (Harper Lee), a França é lembrada por “Os Miseráveis” (Victor Hugo) e a Rússia por “Guerra e Paz” (Leon Tolstoi). Para ver o mapa em alta e identificar todos os títulos (em inglês), é só clicar aqui.

 

Muito legal! O melhor é que, por conta do sucesso – e dos protestos gerados por alguns livros eleitos –, Backfoward24 já criou uma nova versão do mapa (acesse aqui). Qualquer um deles é um prato cheio para quem gosta de ler, não é? Eu curti!

 

Livraria francesa encontra jeito divertido e criativo de divulgar livros

sexta-feira, 17 de março de 2017

 

A sexta-feira chegou e, com ela, um inegável ar de descontração toma conta da rotina, não é? Por isso deixei para postar hoje a divertidíssima iniciativa dos funcionários da Librairie Mollat, uma tradicional livraria da França.

 

Durante os momentos de ócio, os membros da equipe começaram a notar como as capas de alguns dos títulos nas prateleiras se encaixavam perfeitamente com suas feições ou os looks que estavam vestindo.

 

Com isso em mente, eles transformaram o tédio em uma oportunidade perfeita para tirar fotos bastante criativas e postar nas redes sociais da loja. Olha só:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Muito interessante ver como as pessoas e os livros se completam, não é? O mais legal, na minha opinião, é a curiosidade gerada pela imagem: dá ou não vontade de descobrir as histórias por trás dessas capas? Bem que essa estratégia podia ser adotada por aqui.

 

Um pouquinho do universo de Machado de Assis na web

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

 

Sabe quando você lê uma obra e fica tão impactado com aquilo que deseja poder ver de perto o processo criativo do autor? Agora é possível fazer isso com um dos maiores nomes da literatura brasileira, Machado de Assis.

 

 

A Academia Brasileira de Letras anunciou nessa terça (10) que os manuscritos originais digitalizados de três títulos do escritor estão disponíveis no site da instituição: “Esaú e Jacó” e “Memorial dos Aires” e o poema “O Almada”.

 

Com isso, é possível fazer uma imersão muito maior no universo de Machado de Assis, acompanhar o processo criativo, correções de textos e mesmo mudanças de nomes de alguns personagens.

 

Muito legal, não é? E, de acordo com o site da ABL, esse é apenas o início de uma aproximação do trabalho íntimo desse ícone com os estudiosos e o público em geral. De acordo com a Chefe do Arquivo da ABL, Maria Oliveira, em pouco tempo todos os manuscritos do autor devem ser disponibilizados na web. “A equipe de arquivistas do Múcio Leão vem desenvolvendo a alimentação da Base de Dados, com a inclusão das informações e imagens digitais para o novo sistema. O trabalho está sendo realizado pela Coordenadora dos Arquivos dos Acadêmicos, Juliana Amorim”, disse em matéria à instituição.

 

Quer saber como acessar esse material? Clique aqui e siga as instruções da Academia Brasileira de Letras.

 

Nina Pandolfo lança nessa quarta seu novo livro, “Por Trás das Cores”

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

 

 

Já contei pra você pelas minhas redes sociais que a artista plástica Nina Pandolfo está lançando seu segundo livro, o “Por Trás das Cores”, pela minha Editora Master Books. E hoje é dia de celebrar esse momento com uma noite de autógrafos, que acontece na Livraria Cultura Paulista, a partir das 18h30.

 

Nesse livro, a aclamada artista mostra suas obras do período de 2011 a 2016 e faz um retrato mais íntimo da sua vida no ateliê, com fotos dos bastidores de seu trabalho, de seus sempre companheiros animais de estimação e dos detalhes que fazem toda a diferença em sua produção.

 

Quer saber mais? Em vídeo para o DaquiDali, Nina conta:

 

 

Não perca: