Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Arquivo da Categoria ‘Fotografia’

Casal realiza sonho de viajar e mostra semelhanças ao redor do mundo

terça-feira, 8 de agosto de 2017

 

Ontem o post do blog foi sobre como incentivar os sonhos infantis e motivar as crianças para que elas batalhem e conquistam aquilo que desejam, não é? O assunto de hoje segue a mesma linha, mas com uma lição diferente: nunca é tarde para mudar de rumo e realizar seus sonhos.

 

Os sul-africanos Chanel Cartell e Stevo Dirnberger tinham empregos estáveis e, combinando seus tempos de trabalho, quase 15 anos em publicidade e marketing. Tudo parecia bem encaminhado, mas eles queriam um novo desafio, ter um brilho diferente em seu cotidiano.

 

Foi assim que eles disseram adeus à sua zona de conforto e, a partir de 2015, e passaram a viajar pelo mundo. Em dois anos visitaram 40 países e fizeram uma coleção mais do que especial de fotos. A partir disso, o casal passou a notar que, por mais diferentes que fossem as localidades visitadas por eles ainda haviam muitas semelhanças.

 

Esse novo olhar rendeu uma série de montagens, que a dupla batizou de “Scenes from Around the World: A Mash-Up Project” (Cenas ao redor do Mundo: um projeto de fusão, em tradução livre), em que combinam imagens de lugares distantes, mas que tem algo em comum – seja na natureza ou na arquitetura.

 

Tower Bridge em Londres e Brooklyn Bridge em Nova York

 

Parque Nacional de Banff, no Canadá, e Parque Nacional Tsitsikamma, na África do Sul

 

Flor em Sidney, Austrália, e flor em Bali, na Indonésia

 

Arquitetura na Itália e arquitetura na Alemanha

 

Além de lindo, o projeto mostra a apreciação de Chanel e Stevo de sua nova rotina. “Quando não estamos percorrendo quilômetros em cidades movimentadas, estamos encontrando todas as oportunidades para experimentar, imaginar e criar”, fala ela. Quer saber mais sobre as aventuras do casal? Clique aqui (em inglês).

 

Avós e netos: fotógrafa cria projeto para mostrar que o amor não conhece distância

sexta-feira, 28 de julho de 2017

 

A saudade é um sentimento comum a quem está longe da família, no entanto, os laços de amor, carinho e cuidado não conhecem distância. E foram exatamente estes sentimentos que levaram a fotógrafa lituana Ivette Ivens, de 27 anos, a criar um lindo álbum fotográfico dos momentos raros – mais cheios de significado.

 

 

Em entrevista à “BBC”, ela contou que deixou a Lituânia e partiu para Chicago, nos EUA, para começar uma família, que agora conta com Kevin, de cinco anos, e Dilan, de três. “Depois que me mudei, não vejo meus pais com tanta frequência, apenas uma vez ao ano. Como sei que não temos muito tempo – eles já estão com mais de 70 anos – passei a apreciar cada instante que vivemos juntos”, explicou.

 

 

Quando se viram pela última vez, em julho do ano passado, a interação linda e natural entre seus pais e os netos a fez pegar a câmera e capturar esse relacionamento que parece intocado pelo tempo e pela distância. Um destes cliques, uma imagem dos quadro dormindo, acabou sendo compartilhado nas redes sociais e a repercussão positiva a levou a criar um projeto nomeado “Gerações”.

 

 

Nele, a mãe artista captura os momentos de ternura entre os pequenos e seus avós, tudo de forma bem espontânea. “A maneira como eles agem naturalmente, sem ligar para a presença da câmera, e a forma como eles se amam é muito bonita e genuína (…).Meu pai é o avô que qualquer criança gostaria de ter. Ele aproveita muito o tempo que passa com meus filhos e conta histórias. Ainda que mais introspectiva, minha mãe também é a melhor. A relação de ambos com Kevin e Dilan é maravilhosa desde a primeira vez em que se viram”, explica.

 

 

Não é encantador?

 

Publicado por Equipe Eliana

Emocionante: mãe que havia perdido o filho ganha presente surpreendente

domingo, 16 de julho de 2017

 

O amor que uma mãe sente por seu filho é imenso, infinito e não vê limites. É por isso que perder alguém nesse caso pode gerar uma dor sem precedentes. Mas, mesmo com a perda, o amor permanece e a ligação entre mãe e filho pode ocorrer mesmo de formas surpreendentes.

 

becky

A história da norte-americana Becky Turney é prova disso. No fim de 2015, seu filho Triston, então com 18 anos, morreu após um acidente com arma de fogo. Então, Jacob Kilby, que nasceu com uma má formação congênita no coração, recebeu o coração de Triston por meio de um transplante autorizado por Becky.

 

becky3

Um ato imenso de amor e de solidariedade, não é? E isso foi celebrado no início de julho, no dia de seu casamento, quando o noivo deu um jeitinho de garantir que Triston fosse lembrado. Ele chamou Jacob, o portador do coração de Triston, para a cerimônia. O rapaz topou o convite, viajando de San Diego para o Alasca para ser padrinho do casal.

 

becky1

O resultado foi um momento de muita emoção para todos os presentes. Linda história!

 

becky2

 

 

Fotógrafa muda os rumos da carreira depois do nascimento do neto e o resultado é lindo!

segunda-feira, 10 de julho de 2017

 

 

É fascinante como a chegada de um bebê à família pode melhorar sua visão do mundo, encher os dias de amor, inventividade e força de vontade. Comecei o texto de hoje assim, porque foi exatamente o que veio à minha mente ao conhecer o mágico trabalho de Angela Forker.

 

 

Essa fotógrafa decidiu mudar os rumos da carreira ao se tornar avó, cinco anos atrás. Ela se especializou em recém-nascidos e, mais do que isso: encontrou inspiração na obra de uma famosa profissional dessa área, Adele Enersen (clique aqui para conhecer), para ir além e transformar seus pequenos clientes em protagonistas das mais variadas aventuras.

 

 

Usando cenários dispostos horizontalmente e elementos moldados em tecido, Angela faz com que os bebês pareçam estar alimentando dinossauros, brincando com unicórnios, explorando o espaço, cuidando do próprio negócio e muito mais. Tudo tão lúdico e divertido que fisgou a atenção não apenas de papais e mamães, mas também de imprensa.

 

 

Ah! O netinho de Angela (o grande impulsionador do projeto), Ricky, atualmente está com 5 anos e ainda adora ser clicado nos mundos malucos imaginados pela avó. Agora, no entanto, o garotinho já opina sobre as cenas. “Ele insistia que eu deveria criar uma foto com um tiranossauro. Como toda boa avó, eu concordei. Juntar sua pequena irmã à ideia deixou tudo mais interessante”, falou ao “Huffington Post”.

 

Quer ficar ainda mais encantado com o trabalho dessa americana? Para a fotógrafa, muito mais do que produzir imagens coloridas, ela deseja incentivar que os pais e as crianças tenham uma visão mais positiva da vida.“Quando alguém se depara com as minhas fotos, eu espero que veja aquelas cenas impossíveis e acredite que tudo é possível”.

 

Projeto conta como 11 mulheres superaram as maiores dificuldades de suas vidas

quarta-feira, 28 de junho de 2017

 

A vida é cheia de desafios, e nem sempre é fácil lidar com eles. Mas tem gente que encontra tanta força e supera cada situação que se torna mesmo uma fonte enorme de inspiração para todos nós! Pensando nisso, a fotógrafa americana Rachel Garrett criou o projeto Hope in Humanity (o mesmo que fé na humanidade), para contar histórias de força e superação.

 

 

superacao_mulheres

 
Dentro desse projeto, ela lançou uma série de fotografias sobre empoderamento feminino, em que reuniu 11 mulheres que superaram problemas muito difíceis, como o vício em drogas, a violência doméstica, a anorexia, a depressão pós-parto e o transtorno de ansiedade. Com as fotos, que registram a beleza única de cada uma dessas mulheres, Rachel conta suas histórias, cheias de pontos complicados.

 

 

superacao_mulheres1

 
Karli (acima), uma das moças fotografadas, fala que era viciada em cocaína e heroína, e escondia o vício da família, porque já tinha perdido dois irmãos dessa forma. No entanto, seu drama veio à tona quando ela teve uma overdose. Depois desse momento trágico, Karli diz que aprendeu a valorizar a vida e a viver cada dia intensamente. Ela também se tornou mãe e encontrou um hobby que ama, o fisiculturismo. Já Candace (abaixo) lembra passagens tristes do seu passado com um companheiro que a agredia, e diz que, ainda que tenha sido doloroso, e ainda seja, essa tristeza permitiu que ela se tornasse a mulher forte que é hoje.

 

 

superacao_mulheres2

 
Contadas com muita honestidade, essas histórias são tocantes porque mostram quantos desafios podemos passar pela vida. Mas mostram também que transformar uma situação difícil em uma vitória é possível e pode tornar você uma mulher mais forte. Essa força está em cada uma de nós!