Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Arquivo da Categoria ‘Fotografia’

Em foto cheia de efeitos, fotógrafa mostra como superou a depressão e a ansiedade

quinta-feira, 22 de junho de 2017

 

A ansiedade e a depressão fazem parte da vida de muita gente, e podem trazer muito sofrimento. É difícil lidar com uma doença dessas, que mexe com a forma como a pessoa vê a vida, principalmente porque ainda é um tema pouco discutido na nossa sociedade.

 

photographer-stomach-butterflies-anya-anti-1

 

Para quem vive essa situação, um jeito de lidar com tantos sentimentos difíceis é a arte, que foi a saída da fotógrafa ucraniana Anya Anti. A moça, que vive em Nova York, fez uma série de fotos que retratam a ansiedade que ela sente a partir de uma expressão bem comum, aquela que diz que a ansiedade é como ter “borboletas no estômago”.

 

photographer-stomach-butterflies-anya-anti-3

 

Em suas fotos, Anya aparece abrindo a própria pele e mostrando as borboletas dentro dela. Mas quem vê a foto não imagina o trabalhão que deu! Para fazê-la, primeiro, ela registrou um esqueleto com borboletas de mentira dentro. Depois, se fotografou esticando pedaços do tecido de uma blusa. Por fim, editou as duas imagens juntas, em um trabalho que durou mais de três horas.

 

photographer-stomach-butterflies-anya-anti-4

 

Apesar de muita gente enxergar o sentimento de “ter borboletas no estômago” como algo positivo, Anya contou que, para ela, tem a ver com seu jeito de lidar com o estresse, a ansiedade e com libertar seus “insetos internos”. A fotógrafa também enfrentou a depressão nos últimos anos. Assim, para ela, esta linda imagem representa seu desejo de olhar de forma mais generosa para a sua vida e de renascer como uma nova pessoa. Lindo e inspirador, não é mesmo?

 

photographer-stomach-butterflies-anya-anti-2

 

Com gêmeos e trigêmeas, mãe registra cenas da infância em fotos lindas

terça-feira, 20 de junho de 2017

 

 

A maternidade é uma experiência incrível, capaz de mudar a vida de uma mulher. Só que ela também tem altos e baixos e, às vezes, no meio da correria do dia a dia, a beleza dessa vivência fica um pouco esquecida. Mas algumas mães conseguem aproveitar seu olhar cheio de sensibilidade para registrar esses momentos e não perdê-los de vista.

 

lucia

 

É o caso da fotógrafa Lucia Staykov. Ela é mãe de seis crianças – um menino mais velho, dois meninos gêmeos e três meninas trigêmeas. Parece bastante, não? Lucia conta que, sim, ela tem as “mãos sempre cheias”, mas diz se sentir abençoada.

 

lucian1

 

Apesar do dia a dia corrido, Lucia sempre busca um tempinho para se dedicar à sua paixão de fotografar. Em seu estúdio, ela registra o amor de outras famílias, com um foco especial para crianças. E, como não poderia deixar de ser, criou séries especiais que retratam a alegria do seu cotidiano e a pureza da interação entre os seus filhos.

 

lucia3

 

De encher o coração, essas fotos nos lembram que, independentemente das demandas da vida e do trabalho, nossos pequenos merecem sempre uma pausa, um olhar, um carinho e um pouquinho de atenção. O que eles têm a nos ensinar é muito rico, e vai acompanhar nossa memória e nossos sentimentos para sempre.

 

lucia2

 

 

Piloto clica lindas e assustadoras imagens do céu

terça-feira, 16 de maio de 2017

 

 

Precisando de imagens de tirar o fôlego para animar a sua terça-feira? Então você vai gostar de conhecer o Instagram de Santiago Borja, um piloto que aproveita o privilégio de cortar os céus durante as horas de trabalho para tirar fotos lindíssimas.

 

Lightning and more lightning #pacificOcean #panama #storm

A post shared by Santiago Borja (@santiagoborja) on

 

Esse equatoriano registra todo tipo de paisagem aérea, uma perspectiva que poucos podem ter, não é? Suas fotografias mais impressionantes, no entanto, são as que focam em tempestades, nuvens assustadoras, relâmpagos e muito mais.

 

Same storm, this time with #InCloud #Lightning #amazonia

A post shared by Santiago Borja (@santiagoborja) on

 

Borja, que se denomina “The Storm Pilot” (O piloto da tempestade, em tradução livre), faz tanto sucesso com os cliques desses poderosos fenômenos naturais que passou a vender as imagens em seu site oficial. Legal, não é?

 

 

Quer ver mais e viajar (sem sair de casa) nas lindas imagens que ele produz? É só clicar aqui.

 

 

Dia Internacional da Dança: a metrópole e os bailarinos se misturam em fotos incríveis

sábado, 29 de abril de 2017

 

 

Hoje é Dia Internacional da Dança e, para marcar essa data, trago novamente ao blog o trabalho de um apaixonado por essa arte. O fotógrafo Omar Robles encanta ao misturar a beleza e a flexibilidade dos bailarinos com a dureza fascinante das paisagens de grandes metrópoles pelo mundo, como Nova York, Cuba e Cidade do México.

 

 

“A ideia principal por trás retratar dançarinos em espaços urbanos não é romper essa configuração, mas elogiar e harmonizar com ela. A cacofonia visual da cidade clama por um oposto, a fim de encontrar o equilíbrio. Isso é o que eu estou tentando conseguir pela justaposição das linhas bonitas, sutis e suaves dos bailarinos contra a confusão agitada e caótica da cidade”, explicou sobre seu trabalho, segundo o site “My Modern Met”.

 

 

Uma de suas mais visitas foi a Hong Kong, sua primeira parada na Ásia. Por lá, como é de costume, ele clicou seus personagens em poses admiráveis e em ambientes cheios de luzes, pontos arquitetônicos, movimento e indícios de uma rotina corrida. “Não há melhor sentimento para mim do que fotografar onde os moradores da cidade andam todos os dias. Os mercados, as calçadas, os becos… são nesses lugares que amo estar”, escreveu.

 

 

Imagens lindas para homenagear esse dia especial, não é? Para ver mais do trabalho de Omar Robles, é só clicar aqui e entrar em seu Instagram.

 

Fotógrafos transformam seu relacionamento à distância em imagens encantadoras

sexta-feira, 21 de abril de 2017

 

Um na Colômbia e outro em Portugal

 

Um casal de fotógrafos separado por milhares de quilômetros decidiu utilizar a imaginação para preencher a distância entre eles. Foi assim que nasceu o poético projeto “Half Half Travel”, em que suas fotos parecem se encontrar na metade do caminho para uni-los novamente.

 

Peru e Estados Unidos

 

Tudo começou quando Dan passou a trabalhar em um projeto no qual vive um mês em cada cidade do mundo e Becca permaneceu nos Estados Unidos. Por conta disso, eles decidiram se conectar através de momentos semelhantes de suas viagens: cada imagem é cortada ao meio e colada à do outro, formando uma rotina em comum entre os dois.

 

México e Estados Unidos

 

O efeito, além de lindo, funciona como uma singela declaração de amor, uma vez que eles estão fisicamente separados, mas ainda assim vivendo experiências e postando juntos no Instagram.

 

Espanha e Colômbia.