Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Arquivo da Categoria ‘Design’

Tatuador transforma suas lembranças mais queridas em tatuagens cheias de estilo

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

 

 

Aquele natal mágico em família, a primeira viagem internacional, um beijo que mudou sua forma de ver o amor, a primeira vez que segurou seu filho no colo… Que memória você gostaria de ter marcada na pele para que todo mundo pudesse ver o quanto ela foi especial?

 

 

O tatuador turco Alican Gorgu, conhecido como PigmentNinja, decidiu transformar essa vontade em realidade de um jeito mais do que inusitado: seus clientes chegam ao estúdio com uma foto dos momentos que gostariam de eternizar e, a partir disso, ele cria uma tatuagem com a essência daquele instante. “Trabalho com pequenos espaços e minimizo os detalhes, mantendo o essencial, para transferir essas lembranças para a pele”.

 

 

“Eu fiz uma conexão entre o meu diploma universitário e o que eu gostaria fazer”, conta ele, que é formado em fotografia, ao Bored Panda. Na mesma matéria, o tatuador lembra que primeiro produziu versões únicas de pôsteres de filmes. A ideia deu tão certo que ele decidiu aprimorá-la e trabalhar com as memórias de seus clientes. “É uma sensação indescritível fazer tatuagens de fotografias tiradas em várias partes do mundo em diferentes épocas. Por exemplo, tatuei um retrato de família tirado no México nos anos 60, assim como o de uma família nos EUA nos anos 80”.

 

 

Nostalgia, modernidade e muita cor! Adoramos, e você?

 

Publicado por Equipe Eliana

 

Cineminha retrô: artista homenageia filmes atuais em incríveis capas de VHS

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

 

O post de hoje tem tudo a ver com o meio do feriado prolongado, principalmente para quem adora aproveitar esses dias de descanso para assistir a um filme ou série diferente. É que a conta do Instagram @iamsteelberg tem feito sucesso por dar a títulos recentes do cinema e da TV um ar típico de outros tempos.

 

 

Pela visão de Steelberg, longas como “Em Ritmo de Fuga”, “Logan”, “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, e séries como “Stranger Things”, “Better Call Saul” e “Westworld” ganham uma impensável capa de fita VHS!

 

 

Para quem viveu a época em que elas eram superpopulares, é praticamente um retorno aos dias em que as videolocadoras eram uma deliciosa e inesgotável fonte de descobertas para os cinéfilos. O trabalho é tão bacana que as capas não só recebem uma arte especial, como também um tratamento de envelhecimento que deixa tudo mais real.

 

 

“Sou uma criança dos anos 80, então essa ideia apareceu naturalmente para mim”, contou ele em entrevista. No mesmo bate-papo, Steelberg revelou que escolhe as obras a homenagear por conta de seu gosto para filmes. “Todos eles eu assisti e pensei: ‘isso ficaria ótimo como uma fita VHS’. Tento seguir o que me inspira”.

 

Muito legal, não é? Além de ser um projeto supercurioso e criativo, também é uma ótima maneira de criar uma lista de títulos a assistir. Adoro!

 

Um alfabeto criativo e encantador

quinta-feira, 18 de maio de 2017

 

 

Impulsionada pelo projeto 36 Days of Type, em que designers são convidados a dar uma nova cara às letras, a costa-riquenha Tati Astua criou um alfabeto encantador (veja completo aqui). Por seus olhos, os caracteres se transformam e ganham uma vida colorida e cheia de criatividade.

 

 

Como não poderia deixar de ser, cada uma das letras é representada por um objeto que tem o nome iniciado por ela. Assim, o “A” vira um charmoso armário, o “G” aparece como uma simpática garagem, e o “S” surge na figura de uma animada sereia.

 

 

Outros caracteres, no entanto, deixam de lado o óbvio e se inspiram na cultura pop, como no caso do “H”, mostrado como o delicado e excêntrico “O Grande Hotel Budapeste” (do filme de mesmo nome, dirigido por Wes Anderson); ou o “N”, que chega com elementos de um dos grandes sucessos da Nintendo, o game Super Mario Bros.

 

 

Muita imaginação, não é? Para as mamães e papais com filhos em idade de alfabetização, esse alfabeto colorido pode ser uma ótima ajuda. A única ressalva é que, por não ter sido pensado em português, nem todos os desenhos combinam de fato com o nosso idioma. Aí é hora de deixar a criatividade imperar e produzir as próprias ilustrações. Uma brincadeira divertida e educativa.

 

 

Incrível! Projeto une criatividade e reaproveitamento

domingo, 19 de março de 2017

 

Adoro ideias criativas e que dão uma cara nova a objetos do cotidiano – curto ainda mais quando essa realização se ampara no reaproveitamento de coisas que, de outra maneira, acabariam na lixeira.

 

 

Foi por isso que quis te mostrar um trabalho que está fazendo o maior sucesso na internet: um usuário do Imgur que se apresenta como “thepassionofthechris” guardou, junto com seus amigos e família, mais de 2500 tampinhas de garrafa por cerca de 5 anos para fazer um incrível balcão de cozinha.

 

 

Primeiro, as tampas foram separadas por cores: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo e violeta.  Enquanto isso, o móvel em madeira foi montado e pintado de preto – tudo para que a cobertura colorida saltasse ainda mais aos olhos.

 

 

Depois, foi necessário um pouco de paciência e de mente aberta para deixar o projeto original – de faixas de cores – um pouco mais fluído. “Visualmente, sentimos que seria mais interessante dispersar várias tampas para adicionar pontos de cor”, escreveu “thepassionofthechris”.

 

 

Com todas as peças colocadas e niveladas, ele adicionou cinco camadas de resina para selar o trabalho e adicionar cor ao resultado. Ficou lindo, não é? E você, tentaria algo parecido em casa?

 

Artista usa jeans para criar obras lindas e cheias de detalhes

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

 

Olhe bem para os tons de azul das obras que ilustram esse post. Se você achou que eles parecem familiares, acertou: os quadros são feitos com o mesmo material usado em calças, jaquetas, saias e outras peças penduradas em seu guarda-roupa.

 

Sim, o britânico Ian Berry, mais conhecido como Denimu, utiliza o jeans para criar retratos e cenas urbanas cheios de detalhes, profundidade e beleza. Veja:

 

 

E tudo começou meio sem querer, quando o artista chegou em casa e se deparou com uma pilha de calças velhas que sua mãe havia tirado do armário. Fascinado com as cores e padrões, ele decidiu experimentar com aqueles tecidos.

 

 

Pouco a pouco, Berry foi se aprimorando e hoje cria obras intrincadas, que impressionam pelo efeito de luz, sombra e realismo.

 

Vale conhecer mais do seu trabalho. E também levar uma lição para o ano que está por vir: ver com novos olhos aquilo que parece tão cotidiano, como um pedaço de jeans, pode trazer muitas surpresas e boas ideias.