Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Arquivo da Categoria ‘Arte’

É hoje! Nina Pandolfo autografa seu novo livro, “Por Trás das Cores”, em São Paulo

sábado, 3 de dezembro de 2016

 

Lembra que no começo do mês passado eu falei por aqui da noite de lançamento de “Por Trás das Cores”, segundo livro da arista plástica Nina Pandolfo publicado pela minha Editora Master Books?

 

Pois o sucesso desse evento foi tamanho que o título vai ganhar uma nova tarde de autógrafos nesse sábado (3), das 14h às 18h, e em um lugar que tem tudo a ver com o universo da autora: o MAC – Museu de Arte Contemporânea, que fica no Ibirapuera.

 

Quer mais informações sobre o evento? Anote e não perca:

 

 

“Por Trás das Cores” traz um apanhado das obras de Nina Pandolfo no período de 2011 a 2016 e faz um retrato mais íntimo da sua vida no ateliê, com fotos dos bastidores de seu trabalho, de seus inseparáveis animais de estimação e do apreço pelos detalhes, marca registrada de sua produção.

 

E, para fechar esse post, te mostro um pouquinho de como foi o primeiro encontro dela com os leitores. Adoro!

 

 

Fios coloridos são a base de lindos arco-íris

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

 

 

Que tal colorir a sua quarta-feira com um arco-íris criado de uma maneira que você nunca viu? O artista responsável por essa lindeza é Gabriel Dawe (já falei dele aqui), que se especializou em utilizar fios coloridos para produzir instalações que mais parecem feixes de luz.

 

 

“Quando você vê um arco-íris na natureza, tem um vislumbre da ordem que existe por trás dela. Há certas leis da física trabalhando por trás disso”, contou ele sobre o trabalho ao site do museu Smithsonian.

 

 

De acordo com a mesma matéria, cada instalação do artista é projetada com precisão para a sala em que vai ser exibida: Dawe usa um software para fazer seus esboços, mas não lança mão de nenhum aparato digital para criar suas formas. “Eu não tenho muito tempo para improvisar por causa da natureza intensiva do trabalho”, explicou.

 

 

Por mais que a racionalidade e a tecnologia sejam fundamentais para o resultado, as obras geram um encantamento genuíno, afinal não é todo dia que a gente pode se deparar com um arco-íris quase particular, não é? Eu adorei!

 

 

Artista turco impressiona ao criar pinturas minúsculas

sábado, 19 de novembro de 2016

 

 

Certas coisas causam admiração e curiosidade imediatas, não é? E foi isso que aconteceu quando me deparei com o trabalho do artista turco Hasan Kale, que tenta colocar o maior número de detalhes possível em pinturas feitas em suportes minúsculos.

 

 

Seu olhar único transforma gomos de frutas, cabeças de palitos de fósforo e outros lugares inimagináveis em telas que abrigam desde retratos e pinturas até imagens de animais em 3D!

 

 

De acordo com o seu site oficial, Kale começou a desenhar ainda na infância e desde o começo da carreira produzia miniaturas em Istambul. As habilidades foram cada vez mais aprimoradas e ele passou a explorar a micropintura, ressignificando os materiais sobre o qual coloca a sua arte e fazendo dela cada vez um desafio maior.

 

 

Em sua página do Facebook, além de ver diversas obras, é possível assistir vídeos que mostram um pouquinho de como o artista trabalha. Eu adorei! E você?

 

 

Americana usa seu conhecimento em pintura pra criar lindos bordados

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

 

 

Os bordados de Sarah K. Benning são cheios de cores, texturas e formas da natureza que encantam desde o primeiro olhar. A história por trás deles, no entanto, é ainda melhor e mais interessante do que você poderia supor.

 

 

Essa norte-americana estudou belas artes e administração artística, mas depois de se formar ainda trabalhava como babá. Foi para relaxar dessa função que ela aprendeu sozinha a bordar, um hobby que rapidamente se transformou por conta de suas habilidades: Sarah misturou o prazer de costurar com o seu talento artístico e chamou a atenção de conhecidos e desconhecidos ao criar peças feitas com linha, mas que lembram pinturas.

 

 

“Cada trabalho começa como um desenho antes de ser meticulosamente costurado à mão”, explica em seu site. “Com isso, os fios se tornam espécies de tintas mais do que bordados tradicionais, o que acentua as formas, padrões e a intensidade das composições”, conta ela, que hoje vive apenas de suas criações.

 

 

“Nunca imaginei que o bordado seria o meu principal meio, mas sempre soube que queria ser uma artista”, disse em entrevista ao site “The Every Girl”. Inspirador, não é? Histórias como a de Sarah mostram que a vida até pode trazer fatos inesperados, mas ainda assim é possível persistir e realizar seus sonhos. Adoro!

 

Pinturas desfocadas te convidam a enxergar além

domingo, 13 de novembro de 2016

 

 

Enquanto a tecnologia persegue cada vez mais a perfeição da definição das imagens, um artista pega a contramão e deixa o foco totalmente de lado em seu trabalho.

 

 

Pois é, um espectador distraído poderia achar que as obras de Philip Barlow são feitas a partir de fotos embaçadas, mas o sul-africano utiliza técnicas de pintura de paisagens para formar seu universo, que causa estranheza e fascinação em proporções iguais.

 

 

Jogando com luz e sombra e com momentos corriqueiros da vida urbana, é como se ele convidasse quem se depara com seu trabalho a usar a imaginação e ver além do que está realmente colocado lá.

 

 

“Apesar de eu trabalhar em uma longa tradição de pinturas de paisagens, minha descrição de paisagem é um veículo pelo qual eu navego em um território de outra natureza. Uma paisagem menos comum; onde a linha entre o físico e o espiritual foi aparentemente removida. Esses cenários, no entanto, não se destinam a ser de natureza surreal. Espero que eles pareçam curiosamente familiares e convincentemente reais”, fala em sua página pessoal. Eu adorei, e você?