Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

Arquivo da Categoria ‘Arte’

Artista usa suas esculturas para falar da poluição

quinta-feira, 23 de março de 2017

 

Cada obra de arte carrega em si uma mensagem, por mais sutil que ela seja. No caso do trabalho do escultor italiano Willy Verginer, no entanto, esse significado é tão direto quanto impactante.

 

 

Suas obras são esculpidas a partir de um único tronco de árvore com um nível de detalhamento impressionante. E, depois disso, os humanos ou animais retratados são pintados apenas parcialmente e com poucas cores.

 

 

Essa escolha até causa estranheza, mas ela dura poucos segundos: é fácil perceber a conexão dessas faixas de tinta com a poluição causada pelo homem, mas que também o afeta. Além disso, como aponta o site da revista “Hi-Fructose”, Verginer também representa paisagens naturais em tamanho miniatura em suas obras – uma maneira de nos lembrar que, apesar de poderosa, a natureza é frágil e precisa sim de cuidados e atenção.

 

 

Um trabalho lindo e com uma mensagem importante. Eu adorei, e você?

 

Universo de Frida Kahlo é transformado em série de emojis

sábado, 18 de março de 2017

 

 

Você se lembra de que, em julho do ano passado, mostrei por aqui o projeto de uma galeria de arte que transformou artistas dos mais variados em emojis? Essa brincadeira deu tão certo que Sam Cantor, responsável pela ideia original, decidiu se aprofundar e redesenhar o universo de um ícone da arte mexicana, Frida Kahlo, em símbolos para as conversas online.

 

 

Chamada de FridaMoji, essa nova empreitada já está disponível (e com versão grátis) para quem tem celular com sistema IOS e conta com 160 imagens prontas para povoar as mais diversas situações do mundo digital.

 

 

Para chegar a esse conjunto, o designer viajou ao México e pesquisou bem de perto a obra da homenageada. Depois disso, inspirou-se em alguns de seus mais famosos autorretratos, com o “As Duas Fridas”, “O Veado Ferido”  e “Autorretrato com Macaco” para criar os emojis.

 

 

O resultado é colorido e divertido. Mas será que não esvazia a profundidade do trabalho de Frida? Para quem tem essa dúvida, Cantor responde: “Ela transmitiu suas emoções tão honesta e abertamente em seu trabalho. Que artista seria melhor para traduzir em emoji, algo que usamos para expressar emoção hoje?”, disse à revista “Artsy”.

 

E você, acha que essa é uma forma moderna de interessar novos fãs no trabalho de Frida Kahlo ou apenas uma maneira de transformá-la em um produto superficial? Conta no meu Facebook!

 

Artista cria vasos com madeira de árvores derrubadas por tempestades

terça-feira, 14 de março de 2017

 

 

Fiquei encantada ao ver o nível de detalhamento das obras de Gordon Pembridge, que cria vasos de madeira com animais e plantas esculpidos. Mas fiquei ainda mais impressionada ao descobrir que a maior parte da matéria prima que ele usa vem de árvores derrubadas por tempestades.

 

 

Quer saber um pouco mais sobre ele? Nascido no Quênia, ainda menino teve a possibilidade de experimentar e vivenciar alguns cantos selvagens da África e, por lá, desenvolveu uma paixão pela história natural. Depois, mudou-se para a Nova Zelândia, onde também se deparou com uma fauna e flora muito ricas.

 

 

Pembridge passou a incorporar esses elementos ao seu trabalho. De acordo com seu site oficial, nessa lindíssima série, ele usa um torno para criar os vasos e depois esculpe cada detalhe dos animais e da vegetação de suas duas terras de estimação, a África e a Oceania.

 

 

Depois disso, o artista usa a pintura para trazer ainda mais vida para cada uma de suas obras. O resultado é tão impressionante que fica difícil acreditar que tudo foi feito apenas com madeira e muito talento. Uma linda maneira de celebrar a natureza, não é?

 

Artista digital faz colagens misteriosas e te convida a achar o significado

domingo, 12 de março de 2017

 

 

Quem acompanha o blog sabe que aos fins de semana gosto de mostrar por aqui trabalhos leves, bonitos e cheios de significado. E a obra do artista digital Nacho Ormaechea se encaixa perfeitamente nesses quesitos.

 

 

Esse espanhol criou uma série intitulada “Street Memories” em que usa colagens digitais para ressignificar pessoas que encontra ao acaso nas ruas. Para isso ele preenche suas silhuetas com paisagens, elementos arquitetônicos ou do cotidiano. É como Ormaechea desse pistas de seu humor pelas escolhas que faz.

 

 

“A ideia veio naturalmente, como a consequência lógica da minha inclinação para observar as pessoas como uma espécie de jogo secreto. Sempre gostei da ideia de transformar uma realidade concreta em um campo de narração ilimitada”, explicou ao “The Guardian”.

 

 

A intenção do artista é nos convidar a criar novas histórias sobre indivíduos que, de outra maneira, passariam despercebidos no dia a dia. “O quadro está aberto a novas e diversas interpretações”, falou ele. Adorei a ideia, e você?

 

Uma homenagem às líderes do futuro

sábado, 11 de março de 2017

 

Ontem falei aqui no blog de uma campanha que visa colocar os holofotes sobre a falta de oportunidade das mulheres em diversos campos de trabalho, como a política, a tecnologia e a ciência, não é? E o post de hoje vai na mesma direção.

 

 

Na terça-feira, na véspera do Dia da Mulher, Wall Street recebeu uma estátua cheia de significados: uma garotinha destemida, com as mãos na cintura e o queixo erguido, foi posicionada de frente para a icônica figura do touro – produzida por Arturo Di Modica -, grande símbolo desse centro financeiro.

 

 

“Estudos mostram que companhias com mulheres na liderança performam melhor do que aquelas sem”, diz o vídeo que mostra como a obra foi feita. “Nesse Dia Internacional da Mulher criamos um símbolo da liderança feminina no presente e no futuro. E colocamos em um lugar em que ninguém poderia ignorá-lo. Wall Street, conheça a ‘Fearless Girl’ (garota destemida, em tradução livre)”.

 

 

Criada pela escultora de bronze de Delaware, Kristen Visbal, a estátua permanecerá no local por ao menos um mês. É possível, no entanto, que a “Fearless Girl” fique por lá muito mais tempo, já que vem atraindo muita atenção dos visitantes e sendo vista como uma forma de inspiração.

 

 

“Uma das imagens mais emblemáticas de Wall Street é o touro. Assim, a ideia de ter um tipo feminino de frente para ele ou o enfrentando nos impressionou como uma maneira muito inteligente, mas também criativa e envolvente para fazer essa declaração. Mesmo que seja uma menina, sua postura é de determinação, de franqueza e de estar disposta a desafiar e assumir o status quo”, explicou Lori Heinel, a diretora da empresa de aconselhamento em investimentos Global Street, responsável pela ação ao lado da agência McCann.

 

Eu adorei a ideia e espero que a garotinha de bronze ganhe espaço permanente na Wall Street. E você?