Daqui Dali» Arquivo do Blog » Apaixone-se pela história de amizade entre uma bebê e sua cachorrinha com deficiência auditiva

Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

slug; ?>

Apaixone-se pela história de amizade entre uma bebê e sua cachorrinha com deficiência auditiva

 

 

O post de hoje do blog está transbordando ternura com a linda história de amor e amizade entre a pequena Jennie, de apenas 1 ano e 5 meses, e a cachorrinha Echo, uma carinhosa Dog Alemão.

 

 

A americana Marion Dwyer, mãe da bebê, conta que adotou Echo – que tem deficiência auditiva – antes mesmo do nascimento da filha. “Fui a primeira pessoa com a qual ela se ligou quando foi tirada da casa de seus primeiros donos, que ameaçaram apelar para a eutanásia devido a sua surdez”, diz em entrevista ao Daily Mail.

 

 

Durante a gestação, no entanto, essa gigante de bom coração começou a demonstrar um grande apreço pela criança que estava por vir. “Ela sempre se aconchegou à minha barriga”. Logo após o nascimento de Jennie, as duas criaram um vínculo muito forte – tanto que Marion as descreve como irmãs. “Echo certamente cuida de sua irmã Jennie e sempre garante que ninguém se aproxime dela”.

 

 

O carinho só cresceu depois que a pequena aprendeu a andar e passou a sair em caminhadas com sua amiga de quatro patas, que se adaptou facilmente aos passos desajeitados das pernas curtinhas da companheira. “Ela aprendeu que o ritmo de Jennie é muito mais lento do que o meu. E Echo gosta, pois assim pode fazer suas duas coisas favoritas: farejar e observar pessoas”. Veja as duas em ação:

 

 

Por sua vez, Jennie também se adaptou ao mundo da cachorrinha e começou a aprender linguagem de sinais para se comunicar melhor com ela. “Ela sabe que usamos gestos  e está começando a imitá-los. Nossos amigos e familiares acham que é uma relação incrível e que elas são inseparáveis”.

 

Sem fazer nenhum esforço, essa fofa dupla ensina não só o amor aos animais, como também o respeito às diferenças e a importância da inclusão. Inspirador demais, não é?

 

Publicado por Equipe Eliana