Daqui Dali

Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

25 jun 17 10:46
Eliana

Sejam bem-vindos!

Tudo o que interessa ou ainda vai interessar.
Novidades, notícias, gostos, grandes assuntos, pequenos detalhes.
Um pouco do mundo, um mundo de coisas. Da vida, da sua e da minha. DAQUI E DALI.

bjobjo,

Eliana

24 jun 17 10:45 Vídeo emocionante mostra como as crianças enxergam as diferenças entre elas

 

Quando a gente convive com crianças pequenas sempre se vê diante de um jeito diferente e renovado de enxergar a vida! E é impressionante o quanto esses pequenos nos ensinam, principalmente quando o assunto é amor, amizade e igualdade. Um vídeo lançado pelo canal infantil da BBC, CBeebies, mostra justamente isso.

 

Screen Shot 2017-06-24 at 10.34.45

 

No vídeo superfofo, duplas de amiguinhos são entrevistados. Eles precisam responder o que os torna diferentes uns dos outros. Entre os pequenos, há crianças brancas e negras, uma criança com síndrome de Down, uma cadeirante, crianças de etnias diferentes, gêneros e características físicas distintas.

 

Screen Shot 2017-06-24 at 10.34.11

 

O mais emocionante é que os pequenos entrevistados têm dificuldades para pensar nas diferenças entre eles, e acabam respondendo sobre gostos pessoais. Uma das duplas, formada por um garotinho e uma garotinha, responde que o menino não gostava de alface, mas agora gosta, enquanto a garota ainda detesta alface. Outros pequeninos citam como diferenças os lugares onde moram na rua, suas habilidades para dança e esportes, se vivem em uma casa com ou sem esquilos e até o tamanho de seus dedos do pé.

 

Screen Shot 2017-06-24 at 10.33.52

 

Seus depoimentos nem consideram aqueles aspectos que, entre muitos adultos, são alvo de preconceito e intolerância. As crianças parecem enxergar quem o amiguinho realmente é, independentemente de sua origem, gênero, raça ou etnia. É de uma pureza muito grande. Que a gente siga aprendendo com esses pequenos para construir um mundo mais justo e igualitário!

 

Assista a seguir:

 

 

 

23 jun 17 12:10 Solidariedade: Menina de 17 anos junta dinheiro para ajudar refugiados na Grécia

 

Às vezes vemos tantas notícias tristes que é difícil não desanimar, mas, por outro lado, sempre tem gente incrível espalhando boas ações pelo mundo. A paulista Gabriela Shapazian é uma dessas pessoas. Ela tem só 17 anos, mas encara a vida com muita maturidade, dedicando o seu tempo a ajudar refugiados.

 

gabriela3

Gabriela já foi duas vezes para a Grécia ajudar refugiados que chegam àquele país de lugares como a Síria e o Afeganistão. Nas viagens anteriores, ela fazia de tudo por lá: desde receber barcos que estavam chegando até preparar comida para os desabrigados e separar roupas para doação.

 

gabriela2

 

Para conseguir pagar seus trajetos, Gabriela e sua mãe criaram o projeto Flores para os refugiados, em que vendem flores para arrecadar dinheiro. Agora, sua mãe está fazendo uma campanha de financiamento coletivo para bancar a próxima viagem da filha ao país.

 

gabi5

 

As ações da Gabi são tão nobres e incríveis que, em 2016, ela foi citada em um relatório da Commonwealth britânica que falava de iniciativas da juventude pelo mundo. No documento, foi chamada de “jovem realizadora de mudanças”. Em 2018, a menina planeja ingressar na faculdade de Psicologia, para que possa ampliar ainda mais suas boas ações.

 

gabi6

 

Gabriela dá um baita orgulho para nós, brasileiros, e também é uma grande inspiração na missão de apoiar pessoas em situações difíceis. Afinal, mesmo que o dia a dia seja corrido, sempre é possível reservar um tempinho para ajudar o próximo e fazer o bem, não é mesmo? Basta ter força de vontade e muito amor no coração.

 

22 jun 17 12:18 Em foto cheia de efeitos, fotógrafa mostra como superou a depressão e a ansiedade

 

A ansiedade e a depressão fazem parte da vida de muita gente, e podem trazer muito sofrimento. É difícil lidar com uma doença dessas, que mexe com a forma como a pessoa vê a vida, principalmente porque ainda é um tema pouco discutido na nossa sociedade.

 

photographer-stomach-butterflies-anya-anti-1

 

Para quem vive essa situação, um jeito de lidar com tantos sentimentos difíceis é a arte, que foi a saída da fotógrafa ucraniana Anya Anti. A moça, que vive em Nova York, fez uma série de fotos que retratam a ansiedade que ela sente a partir de uma expressão bem comum, aquela que diz que a ansiedade é como ter “borboletas no estômago”.

 

photographer-stomach-butterflies-anya-anti-3

 

Em suas fotos, Anya aparece abrindo a própria pele e mostrando as borboletas dentro dela. Mas quem vê a foto não imagina o trabalhão que deu! Para fazê-la, primeiro, ela registrou um esqueleto com borboletas de mentira dentro. Depois, se fotografou esticando pedaços do tecido de uma blusa. Por fim, editou as duas imagens juntas, em um trabalho que durou mais de três horas.

 

photographer-stomach-butterflies-anya-anti-4

 

Apesar de muita gente enxergar o sentimento de “ter borboletas no estômago” como algo positivo, Anya contou que, para ela, tem a ver com seu jeito de lidar com o estresse, a ansiedade e com libertar seus “insetos internos”. A fotógrafa também enfrentou a depressão nos últimos anos. Assim, para ela, esta linda imagem representa seu desejo de olhar de forma mais generosa para a sua vida e de renascer como uma nova pessoa. Lindo e inspirador, não é mesmo?

 

photographer-stomach-butterflies-anya-anti-2

 

21 jun 17 11:00 Puro amor: homem pede namorada em casamento e faz homenagem à filha dela

 

Um pedido de casamento romântico é sempre lindo, não é mesmo? Mas, quando esse pedido inclui uma homenagem à filhinha da noiva, aí é mesmo de emocionar e renovar a fé no amor mais puro e verdadeiro. E foi justamente o que aconteceu com Grant Tribbett e sua namorada Cassandra Reschar, mãe de Adrianna, de 5 anos.

 

pedido

 

Para surpreender as duas, o rapaz levou-as para um café da manhã especial, seguido por um passeio em um parque natural em Indiana, nos Estados Unidos. Os três caminharam até chegar a uma ponte. Ali, o moço ficou de joelhos e perguntou à Cassandra se ela aceitava se casar com ele, presenteando-a com um anel.

 

pedido1

Depois do pedido, Grant ainda fez uma pergunta especial para a pequena Adrianna: “Posso ser seu papai, prometer amá-la e protegê-la pelo resto da sua vida?”. Para oficializar o momento, o noivo deu à menina uma joia também: uma correntinha com um coração.

 

pedido2

 

Diante da homenagem, a garotinha ficou radiante e gritou de alegria: “Eu finalmente terei um papai, mamãe!”. Já sua mãe ficou profundamente emocionada e feliz. Em entrevistas, ela falou que espera inspirar outras mães e pais solteiros que estão em busca de um novo amor.

 

pedido3

 

Muito emocionante, não é? Que mais e mais pessoas possam experimentar esse amor tão sincero e tolerante. Com ele, tenho certeza de que podemos mesmo mover montanhas.

 

20 jun 17 14:08 Com gêmeos e trigêmeas, mãe registra cenas da infância em fotos lindas

 

 

A maternidade é uma experiência incrível, capaz de mudar a vida de uma mulher. Só que ela também tem altos e baixos e, às vezes, no meio da correria do dia a dia, a beleza dessa vivência fica um pouco esquecida. Mas algumas mães conseguem aproveitar seu olhar cheio de sensibilidade para registrar esses momentos e não perdê-los de vista.

 

lucia

 

É o caso da fotógrafa Lucia Staykov. Ela é mãe de seis crianças – um menino mais velho, dois meninos gêmeos e três meninas trigêmeas. Parece bastante, não? Lucia conta que, sim, ela tem as “mãos sempre cheias”, mas diz se sentir abençoada.

 

lucian1

 

Apesar do dia a dia corrido, Lucia sempre busca um tempinho para se dedicar à sua paixão de fotografar. Em seu estúdio, ela registra o amor de outras famílias, com um foco especial para crianças. E, como não poderia deixar de ser, criou séries especiais que retratam a alegria do seu cotidiano e a pureza da interação entre os seus filhos.

 

lucia3

 

De encher o coração, essas fotos nos lembram que, independentemente das demandas da vida e do trabalho, nossos pequenos merecem sempre uma pausa, um olhar, um carinho e um pouquinho de atenção. O que eles têm a nos ensinar é muito rico, e vai acompanhar nossa memória e nossos sentimentos para sempre.

 

lucia2