Foto: SanneBerg/iStock
Beleza

Saiba quais são as cirurgias e procedimentos mais procurados em tempos de selfie

Tirar selfie virou uma verdadeira febre, já que esse é um clique eficiente tanto para se olhar rapidinho quanto para postar momentos especiais nas redes. Mas nem todo mundo fica contente com o que vê, e essas pessoas tem procurado consultórios e centros estéticos para melhorarem a aparência e literalmente, saírem “bem” na foto. Lá em 2013, quando esse fenômeno começou, uma pesquisa feita com 2700 cirurgiões nos Estados Unidos e publicada no Daily Mail, revelou que a busca por intervenções estéticas já havia crescido 25% no último ano e meio. Imagina hoje, em que os aparelhos possuem câmeras muito mais reveladoras?
“Com o advento das selfies, aumentou a procura por cirurgias plásticas e intervenções estéticas não invasivas na região da face. As pessoas começaram a se enxergar mais e por ângulos distintos, alterando a maneira de se auto-avaliar”, explica a Dra. Suzy Vieira, cirurgiã plástica, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Sociedade Brasileira de Laser, mestre em cirurgia plástica pela USP, atua nas áreas de cirurgia estética, reparadora e cosmiatria. Ela revela quais são os procedimentos mais procurados:
 
Foto: VladimirFLoyd/iStock

Rinoplastia

Esse é o nome técnico para plástica no nariz, que fica bastante em evidência em uma selfie. “Consiste na remodelação, sendo possível promover a sua diminuição, elevação, estreitamento, modelagem da ponta dentre outras intervenções. Atualmente procuramos fazer a chamada rinoplastia estruturada, que ao invés de retirar porções do nariz, busca estruturá-lo de forma a dar uma aparência esteticamente harmônica, sem alterar sua função primordial que é a respiração”, diz a médica.
O tempo de internação varia de acordo com o porte do procedimento podendo ser de 12 a 24 horas. “No pós-operatório o paciente pode permanecer com uma espécie de tala sobre o nariz, a qual, após uma semana é substituída pelo curativo com micropore. Em alguns casos pode ser necessário o uso de tampões no interior do nariz por cerca de 24 horas. O período de recuperação é curto levando em média de duas a quatro semanas, entretanto, o resultado final da cirurgia pode levar até um ano para se determinar”, ressalta a especialista.

Blefaroplastia (Plástica das pálpebras)

O olhar diz muito e uma selfie pode ser bem reveladora, quem curte, sabe. Por isso, há quem dê tanta importância a região dos olhos, uma das mais expressivas do ser humano. De acordo com a Dra. Suzy, “consiste na retirada de pele e bolsas de gordura nas pálpebras superiores ou inferiores.  É uma cirurgia rápida que pode ser realizada sob anestesia local ou geral. Na grande maioria das vezes, o paciente recebe alta no mesmo dia do procedimento”.

O pós-operatório é tranquilo, conta a profissional, “não exigindo muito tempo de repouso ou de afastamento das atividades. Normalmente o paciente se apresenta com inchaço e manchas arroxeadas por até sete a 10 dias após o procedimento. O resultado costuma se mostrar precocemente mas se aprimora ainda mais com o passar dos meses”.
Foto: VladimirFLoyd/iStock

Otoplastia

É a cirurgia realizada para corrigir as orelhas proeminentes ou “de abano”, como são popularmente conhecidas. “Geralmente realizada sob anestesia geral ou local, é uma das poucas intervenções que podem ser realizadas ainda na infância para evitar traumas no futuro“, afirma a doutora.
 
A cirurgião diz que a alta hospitalar é no mesmo dia do procedimento, “mas o paciente vai para a casa com a cabeça enfaixada devendo assim permanecer por quatro dias. Após a retirada da faixa, a orelha já se mostra melhor posicionada, mas ainda pode apresentar inchaço e manchas roxas. O resultado final da cirurgia se apresenta após cerca de seis meses da sua realização”.
 
Lifting facial e cervical
 
Essa cirurgia realizada com intuito de tratar a flacidez da face e pescoço. “Como complemento, ainda é possível realizar enxertos de gordura, peelings para melhorar a qualidade da pele, dentre outros procedimentos que ajudam a obter um resultado ainda melhor”, ressalta a especialista.
 
Normalmente, o paciente permanece internado pelo período de 24 horas, “e durante este tempo, na maioria das vezes, utiliza-se um enfaixamento ao redor da face. Após a alta, solicita-se repouso relativo e abstinência ao sol por um período de no mínimo três meses. O resultado final apresenta-se após seis a 12 meses do procedimento”, afirma a médica.
Foto: YakobchukOlena/iStock
Preenchimentos, toxina botulínica e lasers
 
Não são cirurgias, mas sim procedimentos, realizados em consultório, muito procurados com o intuito de tratar a face e melhorar rugas, sulcos, flacidez e a qualidade da pele. “Com eles, podemos muitas vezes adiar a realização de uma cirurgia de face ou mesmo aprimorar o seu resultado”, destaca a Dra. Suzy.
Ela esclarece que “a toxina botulínica se aplica com intuito de eliminar ou amenizar as rugas de expressão. Pode ser injetada em diferentes áreas faciais, porém as regiões mais procuradas são a testa, os pés-de-galinha e a glabela (raiz do nariz). Os preenchedores são aplicados nos sulcos, rugas profundas ou mesmo utilizados para remodelar a face, salientando os volumes nas regiões que perderam projeção com o emagrecimento ou envelhecimento. O mais utilizado é o ácido hialurônico, o qual é absorvível podendo permanecer no organismo pelo período de 9 a 24 meses. Já os lasers podem ser utilizados para melhorar a qualidade da pele, tratar rugas finas, sequelas de acne e diminuir a flacidez facial”.

Normalmente a recuperação após estes procedimentos é rápida. “O resultado obtido com os preenchedores pode ser observado imediatamente, embora com o passar dos dias ainda possa se tornar melhor. A toxina botulínica demanda um período de três a sete dias para apresentar efeito. A resposta aos lasers é mais lenta e depende da quantidade de sessões e da potência utilizada”, esclarece a cirurgiã plástica.

Advertisement

Enquetes

enquete

Qual tendência você acha mais difícil de usar?

Carregando ... Carregando ...