Cuidar das unhas no outono é fundamental/ Thinkstock
Beleza Unhas

Elas merecem! Especialista ensina como cuidar das unhas na temporada de frio

Suas unhas andam fracas e quebradiças? A culpa pode ser da estação. De acordo com Valcinir Bedin, dermatologista com pós-doutorado em educação, tricologista e nutrólogo, “quando começa a esfriar e a umidade do ar baixa muito, as unhas sofrem mais do que a pele“. O especialista explica que elas apresentam ressecamento e maior fragilidade. Mas como lidar com esse problema? Veja a seguir.

+ Quatro dicas e tendências de Deborah Lippmann, nail artist das famosas

+ Tendências para unhas: veja os efeitos que viraram moda nas redes sociais

+ Cronograma das unhas: os cuidados diários e semanais para fortalecer as suas

HIDRATAR É PRECISO

Você já passa hidratante no corpo, no rosto e nas mãos, agora precisa dar uma atençãozinha extra para as unhas! Valcinir diz: “O ideal é usar cremes específicos, que são mais pesados. O hidratante de mão ou do rosto não é suficiente”. O recomendável é passar a loção duas vezes ao dia.

Outros cuidados importantes são aqueles que já tomamos na temporada de frio para cuidar da pele. O dermatologista aconselha a lavar menos a mão, usar menos sabonete e detergente, aplicar pouca água sobre as unhas e em temperatura fria, já que a quente contribui mais para o ressecamento.

Não tire as cutículas: elas atuam como uma barreira de proteção à unha/ Thinkstock
Não tire as cutículas: elas atuam como uma barreira de proteção à unha/ Thinkstock

As cutículas merecem atenção. E, se você costuma tirá-las, um alerta: “Elas não devem ser tiradas, só afastadas, porque têm a função de proteger a unha. Também deve deixá-las o mais hidratadas possível, porque, se ressecadas, trincam e se tornam alvo fácil de fungos e bactérias“, diz Valcinir.

ESMALTE: MOCINHO OU VILÃO?

Ao contrário do que se pensa, cuidar das unhas não implica em aposentar o esmalte. Segundo o especialista, o esmalte compõe uma película sobre a unha, protegendo-a de quebrar e de desidratar. Mas atenção: é preciso escolher marcas reconhecidas e de qualidade, para não causar agressão à pele.

Já se você é fã de unhas artificiais e tem percebido um maior ressecamento nas suas originais, vale reconsiderar: a cola do material pode causar enfraquecimento. Assim, dê um tempinho nesse uso.

Esmalte não agride a unha, se for de qualidade/ Thinkstock
Esmalte não agride a unha, se for de qualidade/ Thinkstock

SINAL VERMELHO

Mas como saber se as unhas estão só sofrendo com o outono ou se estão com algum problema? “Se ela mudar de cor, ficar amarelada ou esbranquiçada, já é sinal de algo mais grave. Se todas as unhas estiverem com o mesmo comportamento, com furinhos ou muito descamativas, é bom procurar um médico para uma avaliação”, fala Valcinir. O especialista ainda esclarece que sinais como esses podem indicar, inclusive, doenças no rim, fígado, pulmonares e de coração.

Por outro lado, se estão sempre descamando, você pode estar com uma falta de nutrientes, resolvida com suplementação de vitaminas por via oral. Neste caso, vale também procurar orientação médica.