As franjas vieram com tudo/ Divulgação Reprodução Instagram
Beleza Cabelos

Guia da franja: cinco dicas para acertar no corte e arrasar

O inverno está logo aí e, com a mudança de estação, a franja veio com força total. Longa ou mais curta, ela tem aparecido no visual de várias famosas, trazendo leveza e suavidade ao rosto. O hairstylist Sylvio Rezende tem até uma aposta: “Acho que ela vai aparecer não tão curtinha, mas média, entre o nariz e os olhos. Também ganham mais força os modelos mais diagonais e desfiados, não cheios e pesados”. E, para você acertar na sua, confira as dicas a seguir:

+ Três penteados com coque para criar um visual cheio de estilo

+ Sem tempo para penteados elaborados? Inspire-se nessas finalizações práticas

+ Quer arrasar com o cabelo sereia? Descubra como ter e manter o visual de Isis Valverde

1. Escolha o tipo ideal para o seu rosto
Cada formato de rosto pede uma franja diferente, que privilegie suas formas naturais. Quem tem rosto losango, por exemplo, não pode escolher uma franja curta demais – o ideal é optar por um modelo que vá do nariz para baixo, chegando à boca ou ao queixo. Os rostos retangulares se beneficiam de franjas mais compridas também, que não acentuem seu formato alongado. Faces de contorno redondo ficam melhor com as chamadas franjas falsas, laterais, não muito volumosas, nem curtas demais. Por fim, o rosto quadrado pede uma franja de laterais mais compridas que o meio, que dá mais suavidade ao formato.

2. A quantidade ideal de cabelo
Você sabia que, se sua franja cai muito para a frente, pode estar volumosa demais? Um dos segredos de uma franja bonita, segundo Sylvio, é acertar na quantidade de cabelo: “A medida certa para cortar é fazer um V de cabeça para baixo, pegando do centro de uma sobrancelha para a outra e quatro dedos a partir da linha de nascimento dos fios”. Uma franja mais volumosa, de acordo com o especialista, pode aumentar o tamanho da cabeça.

Antes e depois de Sophie Charlotte, na série "Os Dias Eram Assim"
Antes e depois de Sophie Charlotte, na série “Os Dias Eram Assim”. A franja curtinha ajudou a caracterizar a fase jovem da personagem.

3. Cuidado com franjas curtas demais
As franjas que seguem a linha da sobrancelha — ou até mais curtas — são um charme só, mas atenção: elas podem dar um ar de menininha ao visual e devem ser adotadas com cuidado. “A franja desconectada, com pedaços, transmite mais firmeza e dá um ar mais adulto”, explica.

4. Pouco cabelo pede pouca franja
Seu cabelo é mais ralinho? Sylvio alerta: “Muito cuidado, nesse caso, se for fazer uma franja falsa. É preciso ganhar volume no corte. Do contrário, pode dar a aparência de ser mais ralo ainda”. Quem tem a testa muito pronunciada também deve tomar cuidado para, na tentativa de disfarçar, não acabar chamando ainda mais atenção para a região. Para isso, Sylvio recomenda que mulheres com essa característica cortem franjas mais diagonais e cheinhas.

5. Para não atrapalhar, modelar
Quem nunca sofreu com uma franja que cai sobre os olhos? Para driblar isso, Sylvio ensina a modelar a franja: “Enquanto termina de arrumar o cabelo, enrole com um bob, sempre respeitando o lado que cai melhor, naturalmente. Uma boa mousse para cabelo também ajuda a modelar”.