AndreiPark/iStock
Beleza Cabelos

Dossiê dos óleos: como usar esses aliados dos cabelos bonitos e saudáveis

Os óleos podem ser grandes aliados dos cabelos para quem quer se livrar do ressecamento e daquelas pontinhas abertas, mesmo quando eles são naturalmente oleosos. Descubra as maneiras corretas de usar e quais as melhores opções para o seu fio, e tire proveito de todos os seus benefícios.

+ Cinco hábitos noturnos que prejudicam a beleza da sua pele

+ Moda divertida e com toque criativo é tendência para o verão

+ Preliminar em foco! Descubra as zonas erógenas de cada signo

Quando usar

Os óleos próprios para as madeixas são recomendados para quando elas estão bastante debilitadas e frágeis, e funcionam como uma espécie de hidratação intensiva. “Eles podem ser usados nesses cabelos que estão bastante secos, com cutículas muito abertas, porque devolvem o brilho e a sedosidade que os fios porosos não tem, uma característica que é comum nos crespos. No início, pode recorrer a eles uma vez por semana, depois a cada 15 dias, e quando sentir que está mais recuperado, passar para uma vez por mês”, explica o hairstylist Edu Hyde, do programa “Troca de Estilos”.

Misturar ou não, eis a questão

Óleos podem ser misturados com máscaras, mas são eficientes sozinhos. Foto: iprogressman/iStock
Óleos podem ser misturados com máscaras, mas são eficientes sozinhos. Foto: iprogressman/iStock

Afinal, eles devem ser misturados na máscara para potencializar o efeito? “Depende muito do óleo, os de uva, coco ou o de árgan podem ir na máscara, mas já trazem benefícios sozinhos, então vai da sua vontade”, esclarece. Se for fazer a combinação, é preciso colocar apenas na quantidade de produto que vai utilizar, para não mudar as características e prejudicar ambos.

Como utilizar

Muita gente acredita que os óleos estão vetados aos fios naturalmente oleosos, mas isso é um mito, já que eles nunca devem ser depositados no topo da cabeça: “Aplique sempre no comprimento e pontas, e nunca no couro cabeludo ou perto da raiz, onde o seu cabelo já é saudável. Ele vai ser usado neles secos, e depois você deve lavar com xampu, utilizar uma máscara para fechar as cutículas e finalizar com um leave-in. O importante é nunca deixar os óleos nos fios e sair no sol, porque eles podem aquecer e danificar a cor, e ao invés de tratarem, vão agredir”.

Os óleos para cada fio

Para os cabelos lisos e finos podemos usar os óleos à base de queratina, que encorpam o fio. Para os grossos e ondulados, recomendo o de argan ou os com base de silicone, que reduzem o volume. E os cacheados se beneficiam do argan para definir bem esses cachos”, indica. Abaixo, você conhece mais opções.

Buriti: é rico em vitamina A, C e E, e antioxidantes, ótimo para cabelos afro ou muito ressecados. Ele controla o frizz e protege contra os raios ultravioleta, e pode ser usado com o óleo de urucum para uma proteção mais completa.

Semente de uva: pode ser usado para todos os tipos de cabelo. Dá mais brilho e maciez, e faz uma hidratação profunda.

Cártamo: utilizado também no emagrecimento, o cártamo é um poderoso finalizador e protetor para as pontas.

Cálamo: combate o frizz, sela a cutícula dos fios e protege de agressões externas.

Mirra: contém hidrocarbonetos e tem efeito regenerador, que preserva a fibra capilar.

Moringa: recupera profundamente os fios, devolve o brilho e a maciez. Ele é rico em ácidos graxos e vitaminas A e C, e possui ação antioxidante. É permitido para todos os tipos de fio, mas é ainda mais recomendado para os crespos e cacheados.

Macaúba: para todos os tipos de fio, inclusive quimicamente tratados, ele dá macies, brilho e reduz o frizz.

Advertisement

Enquetes

enquete

Qual assunto você mais gosta de ver na newsletter do DaquiDali?

Carregando ... Carregando ...