Garanta o bronzeado perfeito longe dos erros que podem te prejudicar
Beleza

Garanta o bronzeado perfeito fugindo dos erros que prejudicam a cor

Quem não gosta de exibir aquele bronzeado estonteante no verão? No entanto, apesar do desejo e das horas de sol, nem sempre é fácil conseguir a cor que gostaria, e o problema pode ser muito mais fácil de solucionar do que você imagina: alguns pequenos enganos no dia a dia acabam com as suas chances de uma pele saudável e  bonita.

+ Acorde linda: cuide da pele e das unhas enquanto você dorme

+ Depilação perfeita: saiba os cuidados para cada método e escolha o melhor para você

+ Dermatologista de Kim Kardashian e Victoria Beckham conta como ter uma pele escândalo

Horário de bronzear

Acredite, o horário de se expor ao sol faz toda a diferença, já que os raios agem de maneira diferente na pele. “A gente tem dois raios que chegam à Terra, o UVA e o UVB. O UVA incide o dia inteiro e penetra mais profundamente na pele, e é ele que realmente causa o bronzeado. O UVB, que incide das 10h as 16h, está ligado ao fotoenvelhecimento e a vários tipos de câncer, além de causar o eritema solar, que é a queimadura e a cor vermelha. Por isso, os melhores horários para a cor são fora da faixa de incidência do UVB, antes das 10h e após as 16h”, explica a dermatologista Tatiana Di Perrelli.

Fator de proteção


Protetor solar deve ter fator alto mesmo quando o objetivo é se bronzear. Foto: Foremniakowski/iStock

Comprou aquele super óleo de bronzear fator quatro? Então é melhor não tirá-lo de casa. “Quando a gente se expõe ao sol ativa a melanina, uma fotoproteção que bronzeia a pele. Comece com os protetores altos, como o 50, e conforme for mudando a cor vá para o 30, senão vai ficar queimada e lesar seu DNA e essa melanina. A proteção muda pouco do 60 para o 30, mas recomendamos seu uso porque ninguém consegue aplicar a quantidade suficiente para ter a proteção correta”, alerta.

Querer tudo em um único dia

Se você quer uma cor perfeita e duradoura evite tomar muito sol em um único dia, além de não dar certo, a prática é perigosa. O ideal é investir no bronzeado progressivo:  “Saiba que muitas vezes você também se bronzeia embaixo do guarda-sol, porque o sol reflete na areia, então não precisa se expor o dia todo. O bronzeado deve ser progressivo, porque sua pele tem todo dia uma capacidade de se recuperar daquele dano, acima disso você tem queimadura, vai descascar e a cor vai embora. Um pouco por dia você terá a cor que deseja sem o risco de câncer de pele e envelhecimento”.

Alimentação desbalanceada

Você não costuma consumir frutas e legumes? Isso pode atrapalhar a cor desejada. “As frutas e legumes amarelados, como o mamão, o tomate, cenoura, e tudo que é rico em betacaroteno e licopeno, vão ajudar tanto no bronzeado quanto na fotoproteção. Mas é preciso não comer em exagero, o que pode deixar as palmas das mãos alaranjadas”, conta.

Hidratação pós-sol


Hidratar evita a descamação e ajuda a fixar melhor a cor. Foto: Stockbyte

Se você conseguiu a cor desejada, então use e abuse dos produtos pós-sol, que acalmam e hidratam a pele. “O que difere a cor atingida é a nossa capacidade de produzir a melanina. O melanócito vai colocando o melanossomo nas células da pele e ela produz a melanina, mas a pele troca a cada 28 dias, então quanto mais hidratada estiver a sua pele melhor será essa troca. O sol resseca, então precisamos hidratar”, revela.

Ajuda extra

Se você não tem o costume de comer os alimentos com betacaroteno diariamente é possível usar os suplementos orais da vitamina, que vão auxiliar na fixação da cor: “você pode tomar o betacaroteno e o licopeno dias antes de se expor ao sol, e isso vai ajudar a bronzear melhor. Não é preciso prescrição médica”.

Autobronzeadores

Tem pressa de conseguir o bronzeado? Então aposte no autobronzeador, que vai ajudar a não chegar com a cor pálida à praia. “Eles são indicados para uso fora do sol, em casa, com uma boa esfoliação no corpo todo antes de aplicar. Esse tipo de produto faz uma reação química na pele que vai colorir aquela camada e que vai demorar em média de uma semana até 10 dias para sair. O problema é que ele pode manchar principalmente nas mãos, então coloque o autobronzeador e logo que acabar lavar as palmas das mãos. Cuidado com as áreas naturalmente mais pigmentadas, como joelhos e cotovelos, porque podem ficar escuras demais. O ideal é aplicar dois a três seguidos, e o resultado é bem interessante”.

Advertisement

Enquetes

enquete

Qual tendência você acha mais difícil de usar?

Carregando ... Carregando ...