Jotha Cunha dá dicas para uma transformação de sucesso

Especialista conta o que levar em conta para não estranhar o novo visual

18 de dezembro de 2016 - por Naiara Taborda
deniskomarov/iStock

O início de um novo ano é sempre uma oportunidade de se reinventar, e muitas vezes os cabelos entram nesse jogo: para você começar 2017 com um visual diferente – e aprimorado – o hairstylist Jotha Cunha, do Beleza Renovada, dá dicas de como embarcar na transformação sem arrependimentos.

+ Desapega! Cinco regras de moda que você pode deixar de seguir já

+ Seis hábitos que são a cara do verão prejudicam (e muito) a sua pele

+ Cinco hábitos ao dormir que podem prejudicar a beleza dos seus cabelos

Você está pronta?

É muito comum pensar em mudar quando acontece algo que te deixa triste ou sem rumo, mas tome cuidado com esses momentos. “Geralmente a mudança de visual tem um peso muito grande e é preciso entender o momento de cada mulher. Você tem que estar pronta e disposta a aceitar essa novidade. Se brigou com o namorado ou terminou um casamento, por exemplo, não vá. Tenha um bate-papo, amadureça a ideia e só depois parta para a ação. Esteja certa de que quer e do motivo pelo qual quer”, explica.

Pesquisa, a alma do negócio

Pesquise as técnicas e cortes que você está pensando em adotar. Foto: Wavebreakmedia Ltd

Pesquise as técnicas e cortes que você está pensando em adotar. Foto: Wavebreakmedia Ltd

Um erro muito comum é chegar ao salão querendo radicalizar, mas sem ter a menor ideia do que realmente quer fazer. Além de deixar o profissional confuso, você pode se arrepender muito mais tarde. “Se você vai procurar um visagista, que vai encontrar o que mais harmoniza, eu recomendo levar sempre três fotos do que gosta e três do que não gosta, porque assim conseguimos ler o seu estilo e filtrar para chegar a um resultado mais bacana possível. Pesquisar as técnicas da moda e os cortes também é muito bacana, e a internet está aí para ajudar. Não chegue crua, porque muitas vezes existe dificuldade de entender o que estamos tentando te explicar porque você não pesquisou nada. Informação é tudo”, indica.

Esteja aberta

Mantenha a mente aberta para adaptações que se encaixem melhor com você. Foto: gpointstudio/iStock

Mantenha a mente aberta para adaptações que se encaixem melhor com você. Foto: gpointstudio/iStock

É muito bom que você saiba exatamente o que quer para o novo look, mas evite ficar fechada naquela ideia, afinal, nem sempre o que agrada realmente funciona para você. “O ideal é sempre ter o apoio de um profissional e estar com amente aberta para o que ele te diz, porque o visagismo não é um achar, é um estudo sério e é preciso harmonia. É possível ter que adaptar algumas coisas para conseguir o máximo de compatibilidade e te dar um visual que será bonito, te realçará e funcionará no seu dia a dia”, aponta.

 Avalie a praticidade

Outro ponto importante é conversar para saber se o que você escolheu realmente é compatível com o seu estilo de vida, afinal, não adianta pensar em um corte que exige uma finalização ondulada se os seus fios são lisos e você não tem a menor ideia de como manusear um modelador: “Você precisa levar muito em conta o dia a dia, quanto tempo e qual habilidade de manter aquele cabelo. Precisa ser prático, não dá para fazer um loiro claríssimo se você não tem tempo de fazer os cuidados para manter saudável e bonito, ou de retocar. Aceite sugestões porque é possível trabalhar uma mudança muito bacana e que vá funcionar para você, como uma iluminada mais suave que vai te deixar moderna e bonita”.

Vá aos poucos

Vá mudando aos poucos para não se chocar ou exigir demais dos fios. Foto: Thinkstock

Vá mudando aos poucos para não se chocar ou exigir demais dos fios. Foto: Thinkstock

Você é morena, e a ideia é acabar a transformação totalmente platinada? Então nada de fazer isso de um dia para o outro. “Jamais mude drasticamente, porque você vai acabar agredindo muito o cabelo e vai se descaracterizar como pessoa, você não vai se enxergar quando olhar no espelho e corre o risco de não gostar só por conta disso. Faça de forma gradual para ir aceitando aquele visual e se sentindo bonita, e sem enfraquecer tanto a fibra capilar”, adverte.

Pegue dicas de cuidados

Acabou a sua mudança e amou o resultado? Então é hora de anotar os cuidados: “Tem que pedir a dica para o profissional, porque não adianta ficar bonito, mas não conseguir manter. Precisa falar de cuidados no salão, qual linha de manutenção ter em casa, e o tempo de retoque (no caso de coloração) ou troca (no caso de apliques).

Tags: , ,