Casais se sentem "asfixiados" após as comemorações de fim de ano e querem se libertar no começo do seguinte FOTO: thinkstock
Amor & Sexo Comportamento

Traição à vista! Hoje é o dia em que as pessoas são mais infiéis. Entenda por que

Janeiro, por ser o primeiro mês do calendário, acaba por ser associado a um período de iniciações. Principalmente no que diz respeito à vida extramarital! Você  sabia que 71% dos “affairs” acontecem logo que o ano vira? De acordo com o Gleeden, um site direcionado para encontros de pessoas casadas, o pico de infidelidade ocorre, inclusive, na 2ª segunda-feira após o Natal – que calha de ser hoje (09), agora em 2017.

+ Repelente pode ser usado em crianças? Essa e outras dúvidas da proteção contra mosquitos respondidas

+ Aproveitou o mar e a piscina? Saiba como recuperar a beleza e saúde dos fios

+ Três hormônios que podem fazer você trair sua dieta

Conforme os dados coletados de mais de 3.3 milhões de usuários, há um aumento de 320% na atividade da plataforma nesta época. A razão, aparentemente, é atribuída ao “excesso” de celebrações típicas até a virada, o que desencadeia um sentimento de “asfixia” nos casais: as “obrigações” familiares, muitas vezes, os levam a um grande desejo de libertação depois que tudo passa!

Segundo pesquisa, 2ª segunda-feira após o Natal é o dia em que existe a maior probabilidade de ocorrer uma traição pelo par FOTO: thinkstock

Em torno de 52% dos cadastrados que responderam à pesquisa, ainda alegaram ser este o motivo para pularem a cerca no pós-ano novo. Outras razões dizem respeito ao anseio de algo novo em suas vidas (26%), e à vontade de uma experiência diferente logo no princípio de mais um ciclo (19%).

“Ao se registrarem no Gleeden ou passarem mais tempo on-line, significa que eles estão atrás de outro meio para injetarem um pouco mais de ‘excitação’ à rotina”, disse Solene Paillet, que cuida da direção de comunicação do veículo. “O dia a dia pode desanimar os indivíduos ou se tornar um peso, à medida que eles têm de dedicar extensos intervalos às próprias famílias. Esse é o resultado de um instinto legitimamente humano: conseguir prazer e ser individualista”.

Advertisement

Enquetes

enquete

Qual assunto você mais gosta de ver na newsletter do DaquiDali?

Carregando ... Carregando ...