Kiuikson/iStock
Amor & Sexo Amor & Sexo Amor & Sexo

Quatro ideias sexistas que podem estar atrapalhando o seu prazer

O machismo ainda está impregnado em muitos comportamentos que passam despercebidos no dia a dia, e quando o assunto é a vida intima alguns sexismos bastante comuns podem ser responsáveis por limitar –e até minar – o seu prazer. Descubra quatro que você deve esquecer já.

+ Tudo o que você precisa saber sobre o assoalho pélvico

+ Cinco hábitos noturnos que prejudicam a beleza da sua pele

+ Descubra a classificação e os cuidados específicos para os seus cachos

O sexo deve ser comandado pelo homem

Você nunca toma a iniciativa por achar que esse é um dever dele, ou não expressa suas vontades na cama? Pois saiba que isso dificulta, e muito, as suas chances de encontrar prazer e até ter um orgasmo. “É uma ideia que ainda existe, e algumas mulheres chegam ao consultório espantadas com o quanto os parceiros se assustam quando elas tomam a iniciativa. É como se eles fossem perder seu lugar e seu controle nessa relação. Por outro lado, também temos as que se veem paralisadas e só na dependência do desejo do outro, elas acabam não fazendo o que tem vontade ou o que daria prazer”, explica a sexóloga Priscila Junqueira.

Só homem pensa em sexo/se masturba

Estimular sua libido e conhecer o próprio corpo faz toda a diferença no prazer. Foto: RossHelen/iStock
Estimular sua libido e conhecer o próprio corpo faz toda a diferença no prazer. Foto: RossHelen/iStock

A masturbação feminina permanece como um tabu, e tem bastante gente que ainda acredita que só homem pensa, ou deve pensar, em sexo. “As mulheres que se conhecem mais, não só na sexualidade, mas na vida como um todo, toleram menos o machismo e são cada vez mais autoras de suas próprias histórias. Dentro da terapia sexual faz parte do tratamento você se tocar, se masturbar e até lançar mão de conteúdos eróticos que você goste para construir um repertório de fantasias que te estimulem. Isso traz benefícios para todos os campos”, revela. Procure atividades que mexam com seu erotismo, como livros ou até filmes, e os toques que mais te agradam, afinal, saber do que gosta é o primeiro passo para ter mais liberdade (e assertividade) na cama.

Mulheres não devem fazer sexo casual

Hora de fazer sexo é a que você tiver vontade. Foto: Digital Vision./Photodisc
Hora de fazer sexo é a que você tiver vontade. Foto: Digital Vision./Photodisc

Outro pensamento machista que é bastante corriqueiro é o de que você precisa estar envolvida emocionalmente para fazer sexo, ou que ele deve ficar de fora do primeiro encontro. Deu vontade? Esqueça essa bobagem: “Percebo que isso já mudou muito hoje, e elas estão se permitindo ter o sexo casual e fora do sentimento amoroso. Isso demonstra um maior controle do seu desejo, poder ter autonomia da sua vida, do seu corpo, do sexo e do que você quer dele. Não faz sentido ter uma regra que você não pode fazer antes de determinado encontro, é preciso se permitir mais”.

Fazer muito sexo deixa a vagina “larga”

Já ouviu alguém dizendo que mulher que faz muito sexo fica “larga”? Isso não passa de um mito sem qualquer fundamento, e que também tem um pezinho no machismo por tentar diminuir a pessoa que exerce livremente sua sexualidade. “É exatamente o contrário: a mulher tem uma atividade da musculatura durante o sexo, que faz com que ela fique ativa por mais tempo e mantenha o tônus. Ajuda muito, especialmente se você tem orgasmos, que geram contrações na região”, contou a fisioterapeuta sexual Débora Pádua, em entrevista recente ao DaquiDali.

Advertisement

Enquetes

enquete

Qual tendência você acha mais difícil de usar?

Carregando ... Carregando ...