Foto: Dzhulbee/iStock
Amor & Sexo

Ficar sozinha ou arrumar outro amor: o que é melhor para superar um término?

Quando um relacionamento acaba, para muitas mulheres, o momento é de dúvidas e incertezas, e uma das maiores para superar o término é: “E agora, fico sozinha ou arrumo outro amor?”. Naturalmente, essa resposta é superpessoal, mas, como nem sempre é simples chegar nela, conheça os prós e contras de cada alternativa, os indícios de quando está pronta para um novo amor e o que fazer se estiver difícil demais.

+ O AMOR E OS ASTROS: MÁRCIA FERNANDES REVELA O MELHOR E O PIOR DE NAMORAR CADA SIGNO

+ DAR UM TEMPO? ANA CANOSA SUGERE FORMAS DE AREJAR SEU CASAMENTO SEM SE SEPARAR

+ FAZENDO A SENSATA! SAIBA O QUE NÃO DIZER QUANDO ELE ESTÁ CHATEADO

Ao escolher ficar sozinha, você tira um tempo para se reconectar consigo mesma, e o resultado é muito positivo. Foto: g-stockstudio/iStock

Ficar sozinha

É comum não se sentir logo de primeira preparada para ocupar o coração novamente. Cada pessoa tem seu tempo e respeitar isso faz muito bem para si mesma. “Uma grande questão, aqui, é que a solidão às vezes pode aparecer, e com ela o medo de ficar sozinha. Esqueça esse pensamento negativo e foque no lado bom, que existe e é forte: ao escolher ficar sozinha você tem a possibilidade de sair, conhecer novas pessoas e encontrar antigas, fazer o que gosta no seu momento e aproveitar para se reconectar de novo consigo mesma, lembrando o que quer e o que gosta de verdade, sem a interferência das preferências do outro. É uma fase ótima para dar uma turbinada na carreira, fazer um curso, mudar de emprego, de visual, de ares, enfim, se amar”, diz a psicóloga Adriana Severine, especialista em terapia sexual, terapia cognitiva comportamental, psicodrama, coaching e mentoring. 

Querer amar de novo não é um problema, só certifique-se de que seu coração está realmente vazio e pronto para ser feliz de novo. Foto: AntonioGuillem/iStock

Arrumar um novo amor

Segundo a psicóloga, o primeiro ponto de atenção aqui deve ser quanto a não usar esse novo amor apenas para esquecer o ex. Tenha certeza de que o sentimento pelo atual é real, para não machucar a você e a ele. “Outro toque: nunca compare o atual com o ex (o que é comum, mas não é saudável), pois cada um tem seu jeito de ser, e isso pode minar o namoro. Ninguém gosta de ficar sendo comparado, lembre-se sempre disso! Se estiver certa do que quer, então se abra e não tenha receio de entrar de verdade nessa história, que vem como uma nova oportunidade de ser feliz a dois. Uma dica boa é avaliar seu relacionamento antigo para pegar o que aprendeu de bom (e de ruim, para não repetir) e assim construir uma relação mais madura e sólida”.

Como sei que estou pronta para um novo amor

A especialista responde: “Quando sei que estou bem sozinha e a partir do momento que não fico mais procurando saber como está meu ex, não controlo suas redes sociais, começo a procurar seguir minha vida, me preocupo comigo mesma, quero buscar coisas novas para mim e não fico pensando no que aconteceu. Simplesmente aceito essa mudança e me abro sem medo para o novo. Vida que segue!“.

Não consigo sozinha. E agora?

Se o rompimento é muito doloroso, e fica difícil superar, nesse caso é fundamental não ter vergonha de buscar a ajuda de um psicólogo, como um com especialização em TCC (terapia cognitiva comportamental), pois o trabalho é feito na mudança do pensamento que vai transformar seu comportamento. É comum querer ouvir a opinião dos amigos e da família, mas, mesmo que eles tenham o intuito de ajudar, provavelmente estarão muito envolvidos emocionalmente para conseguir dar uma orientação mais racional. O processo de superação vem de dentro para fora e não o contrário, e é aí que o profissional vai te auxiliar nessa conquista”, explica a expert.

Advertisement

Enquetes

enquete

Qual tendência você acha mais difícil de usar?

Carregando ... Carregando ...