Adulto Amor & Sexo Amor & Sexo

Esquente o Dia dos Namorados explorando as suas zonas erógenas e as dele

O Dia dos Namorados é o momento ideal para esquentar a relação e se dar a chance de experimentar novas sensações. “Essa é uma ótima data para explorar o prazer e a sair do automático, porque vocês estão mais dispostos a experimentar mais. Vendar os olhos pode ser bem interessante para aproveitar ainda mais os toques, já que ao tirar a visão você se foca mais no tato”, explica a fisioterapeuta sexual Débora Pádua.

+ Aproveite o Dia dos Namorados para fortalecer o seu relacionamento

+ Prepare um jantar afrodisíaco e deixe o Dia dos Namorados ainda mais especial

+ Sete erros no cuidado com os cabelos que toda loira comete e que acabam com a cor

Que tal surpreender o parceiro com carícias sensuais e pedir que ele faça o mesmo? Conheça agora alguns dos pontos erógenos para explorar já:

As zonas erógenas

Zonas erógenas masculinas e femininas. Foto: aleksandr-mansurov-ru/iStock; Arte: DaquiDali
Zonas erógenas masculinas e femininas. Foto: aleksandr-mansurov-ru/iStock; Arte: DaquiDali

Orelhas

As orelhas são ótimos pontos de partida durante as preliminares, afinal, são sensíveis e estão longe dos órgãos sexuais. “O lóbulo é muito sensível e costuma causar excitação com mordidinhas e beijos, ela te leva a ter sensações de descoberta mesmo. Além disso, o que se diz durante o sexo é algo extremamente excitante. Não tem que ter vergonha de soltar a voz, porque todo mundo gosta de perceber que o outro está tendo prazer e até mesmo para dizer como você quer ser tocada”, indica.

Peito

A região do peito é excitante para os dois sexos, mas existem diferenças na hora de explorar. “É uma região que costuma dar muito prazer, mas a maneira de tocar pode variar de acordo com cada um”, conta.

Nelas: é muito comum dar mais atenção aos mamilos femininos do que ao resto dos seios, mas isso pode incomodar. “Eles acham que essa é a parte mais sensível, mas não é apenas nesse local. O ideal é vasculhar mais os seios femininos por completo, sempre com cuidado por ser uma região muito delicada”, esclarece.

Neles: alguns homens têm receio do toque nos mamilos, isso porque muita gente relaciona o local à masculinidade. “O toque inicial pode ser com as mãos, passando as unhas e os dedos, ou de maneira bem sutil com a boca para que ele não estranhe, se perceber que ele gostou pode ir além, com mordidinhas e beijos”, aponta.

Costas

As costas também são pontos de excitação e devem ser exploradas. Foto: moodboard/moodboard

Nelas: “para as mulheres o toque nas laterais das costas são muito interessantes (região da costela), com estímulos com a boca e toques mais leves e sutis”, diz.

Neles: as costas costumam despertar muito prazer, principalmente quando os toques são com mais “pegada”. “Vale a pena passar as unhas, pressionar as pontas dos dedos e até passar seu corpo por elas, como o bico dos seios. É muito sensual para eles, com movimentos mais vigorosos”, garante. .

Virilha e coxa

Muitas vezes negligenciada, a coxa e a virilha também são consideradas erógenas, sem distinção de toque entre você e o parceiro: “Ela é igualmente interessante para ambos quando já estão excitados. Beijos e toques suaves, como passar as unhas e os dedos, vão agradar muito”.

Cabelos

Puxadinhas no cabelo e massagens na nuca são estimulantes. Foto: moodboard/iStock

O couro cabeludo é uma região bem irrigada, portanto, também provoca sensações bacanas durante o ato sexual. Quem não gosta daquela puxadinha de leve ou de uma boa massagem na nuca? “Tem só que ficar atenta à força, porque um toque muito sutil vai muito mais para o relaxamento do que para a excitação. A pegada mais firme durante o sexo demonstra empolgação e prazer, e consequentemente é prazeroso para o outro. Tome cuidado para não exagerar e machucar”, esclarece.

Testículos

Assim como o clitóris feminino, os testículos são muito delicados, mas também despertam um prazer intenso, principalmente durante o sexo oral: “É uma parte legal de explorar, mas é muito sensível à dor, então cuidado ao estimular. Pode usar a boca e a língua e massagear com cuidado, em movimentos leves”.

Nádegas

Nelas: mulheres costumam ter mais prazer com as pegadas nas nádegas, mas é preciso ficar atento para não ofender a parceira. Apertos, mordidinhas e até tapinhas leves podem agradar.

Neles: Débora lembra que a região é um tabu para muitos homens, isso por ficar próxima do ânus. Para não assustar, ao passar a mão pelas nádegas evite ir muito para o centro, mas apertar pode ser bem-vindo por eles.

Advertisement

Enquetes

enquete

Qual tendência você acha mais difícil de usar?

Carregando ... Carregando ...