nd3000/iStock
Amor & Sexo Amor & Sexo Amor & Sexo

Cinco mitos do casamento que você deve esquecer para ser mais feliz

O matrimônio pode trazer muita felicidade, mas a verdade é que a vida a dois não é fácil e algumas crenças comuns em relação a ela podem ser decisivas para o seu sucesso. Descubra os mitos do casamento que você precisa deixar para trás para viver o melhor do amor.

+ Quer um cabelo ruivo suave e iluminado? Conheça o loiro canela

+ Atraso na menstruação pode não ser gravidez. Saiba o que pode interferir

+ Máscaras para o couro cabeludo deixam os fios lindos e bem cuidados. Faça a sua!

Os filhos vêm em primeiro lugar

Mesmo com filhos, é essencial ter momentos a dois. Foto: Ingram Publishing
Mesmo com filhos, é essencial ter momentos a dois. Foto: Ingram Publishing

É claro que os filhos se tornam prioridade na vida dos pais, mas isso não significa abrir mão de você ou do tempo como casal. “As pessoas levam isso muito ao pé da letra e se esquecem de namorar no casamento, se focam tanto nos filhos que acabam deixando de lado os outros papéis. A mulher tem um apego ainda maior por ter gestado essa criança, mas ambos os sexos precisam lembrar que existem três funções a desempenhar: o de mulher/homem individual, o de mãe/pai e o de esposa/esposo. Quando esse cenário se instala acontece um afastamento dos parceiros, a sexualidade vai morrendo e parece que única coisa que vocês têm em comum são os filhos. Isso, inclusive, é um grande motivo para o divórcio quando eles chegam à adolescência. Nunca baseie todo o seu casamento apenas no cuidado com as crianças, o cuidado e o romance entre vocês deve continuar existindo”, explica a psicóloga e terapeuta sexual Adriana Severine.

Não posso ter segredos

Você sente que precisa contar absolutamente tudo para o amado para ter um relacionamento sincero? Pois saiba que não é bem assim. “Tem coisas que mantemos como pessoal e isso é esperado, o problema é que as pessoas ainda confundem individualidade com individualismo. Você manter algumas coisas para si porque são suas e não afetam o outro é individualidade, e quando existe o extremo entramos no individualismo. Não é preciso expor tudo o que está pensando ou faz, e isso pode transformar as conversas a dois em um interrogatório”, revela.

Precisamos fazer tudo juntos

Manter a individualidade e fazer o que gosta desacompanhada é benéfico para a relação. Foto: g-stockstudio/iStock
Manter a individualidade e fazer o que gosta desacompanhada é benéfico para a relação. Foto: g-stockstudio/iStock

Outra ideia comum dos casais é que eles precisam participar de todos os eventos sociais juntos, e que estar casado é abrir mão dos momentos sozinhos. “Isso é um mito muito forte e que também cai no problema da confusão do que é individualidade. Não é preciso fazer tudo junto, especialmente quando um é mais caseiro e vai ter que sair obrigado. Além de respeitar que as vontades nem sempre são as mesmas, quando vocês fazem coisas diferentes existem temas para conversar e o casamento não fica algo cansativo. Todo ser humano precisa de um tempo só seu para fazer o que gosta e com calma”, afirma.

Nunca vá para a cama brava

Nada mais comum do que achar que você precisa continuar uma discussão até que a situação esteja 100% resolvida, mas, acredite, esse pode não ser o melhor caminho. “Às vezes é melhor deixar para o dia seguinte, porque toda briga chega a um ponto de estresse que te afasta do consenso. É bom digerir tudo o que foi dito, pensar melhor e se não estiver resolvido conversar depois com calma e de cabeça fria, ao invés de ir madruga a dentro com um desentendimento que não está chegando a lugar algum. Vocês vão ficando mais nervosos, cansados e param de ouvir os motivos do outro”, aconselha.

O sexo vai diminuir depois do casamento

A frequência sexual pode sim cair depois da união, no entanto, se está te deixando insatisfeita não aceite como verdade absoluta: “O principal ponto é que sabemos que a pessoa vai estar lá no final de semana, ou na seguinte, e acabamos deixando para outro dia. Perdemos a espontaneidade, e isso vai reduzindo o sexo. Muitas vezes, uma das partes tem vontade, mas vocês criaram uma rotina com dias mais ou menos certos para ter relações, quase como cumprir uma agenda. Isso torna tudo muito mecânico e se perde aquela parte gostosa da surpresa. Se está com vontade, não tem dia ou hora, e sempre podemos mudar”.

Advertisement

Enquetes

enquete

Que produto nunca pode faltar no seu nécessaire?

Carregando ... Carregando ...