Ana Canosa revela os prós e contras das diferenças de idade no relacionamento

A sexóloga apresenta o ponto de vista da maturidade e da juventude

16 de abril de 2017 - por Marcell Filgueiras
Foto: monkeybusinessimages/istock

Já diz a máxima: “o amor não tem idade”. A diferença na faixa etária não impede que o casal seja feliz, entretanto, é importante conhecer prós e contras que um relacionamento dessa natureza traz. Para isso, o DaquiDali pediu a ajuda da psicóloga e sexóloga Ana Canosa, que deixa claro claro aspectos que talvez você nem imaginasse.

Para começar, é importante reforçar que cada pessoa é única. Segundo Ana, “o casal, embora com idades diferentes, pode ter personalidades e valores semelhantes. Quanto mais maturidade, maior a história emocional, o que pode ser algo bem positivo, como ter segurança e estabilidade na relação. Por outro lado, é também possível ter que lidar com outras pessoas fruto dessa história: ex-parceiros, filhos de casamento anterior (o que por si só não são um problema) que, quando acabou de forma desastrosa, talvez traga resquícios. Há que se pensar também que quanto maior a distância entre uma geração e outra, maior o esforço para equiparar questões de gênero”.

+ Você está em um relacionamento abusivo? Ana Canosa indica os sinais
+ O que fazer quando o parceiro é inseguro e “não sai do pé”? Especialista responde
+ Apimente o relacionamento à distância com truques espertos

Conheça a seguir os pontos de vista, para não só compreender o que pode ser uma característica sua, quanto ter empatia com o próximo.

Foto: Szepy/istock

Foto: Szepy/istock

Quando ela é mais madura e ele mais jovem

Prós

– Pode ser uma pessoa mais segura sexualmente, “que conhece o próprio corpo e tem o erotismo bem desenvolvido. Se for uma mulher com experiência sexual, isso ajuda a rolar uma transa espontânea, além de buscarem o próprio prazer sexual, falando sobre o que gostam o que ajuda em um sexo prazeroso para ambos”, diz a sexóloga.

Costumam ser mais independentes. “Normalmente tem uma visão mais igualitária da relação e não esperam que os homens resolvam tudo para elas”, afirma a profissional.

– Mulheres mais maduras tendem a ser menos possessivas “e a equilibrar melhor autonomia e vida a dois. Não param para discutir a relação a cada conflito, só quando é realmente necessário”, explica Canosa.

Foto: patronestaff/istock

Uma parceira mais velha pode não estar mais disposta a engravidar. Isso pode ser chato para o parceiro jovem que quer ser pai. Foto: patronestaff/istock

Contras

– Dependendo da idade e da história da mulher, a psicóloga esclarece que “a maternidade pode não ser mais algo que está no projeto dela, dificultando para aqueles rapazes que desejam muito ser pais”.

É preciso ser firme para enfrentar o preconceito familiar e social. “Tanto o parceiro quanto ela podem sofrer com piadinhas dos amigos ou o olhar desconfiado e descrente dos parentes, ainda mais quando a mulher já tem filhos ou já foi casada e o homem ainda não. Infelizmente, isso é ainda visto com reservas por muitas pessoas”, lembra Ana.

– Nessa fase, elas também podem ser resistentes ao convívio com os amigos, “principalmente quando a diferença de idade é grande”, ressalta a especialista.

Foto: JackFrog/istock

Foto: JackFrog/istock

Quando ela é mais jovem e ele mais maduro

Prós

– Por conta da pouca experiência da juventude, nessa fase elas podem ser impacientes e dar muita importância a acontecimentos que as descontentam, mas que nem sempre demandam isso. “No caso dos homens, não implicam com besteiras e tem mais paciência para lidar com questões cotidianas”, diz Canosa.

– A jovem talvez esteja galgando seu espaço no mercado profissional, com muitas dúvidas e sonhos pendentes, mas um parceiro mais velho pode ajudar nisso. “Eles podem estar mais estabilizados profissionalmente, facilitando a realização de projetos comuns”, afirma a expert.

– Os hormônios da juventude falam bem alto e não é incomum que elas tenham um apetite sexual mais intenso. Em contrapartida, “eles são menos afoitos sexualmente, então, exploram a sexualidade de várias maneiras, sabem seduzir”, revela a sexóloga.

Foto: AntonioGuillem/istock

Quando ele é mais velho, ela pode se entediar com programas rotineiros, como o mesmo restaurante, sempre, por exemplo. Foto: AntonioGuillem/istock

Contras

– Como já foi dito anteriormente, questões de gênero podem ser delicadas, aqui. “Dependendo da idade, os homens podem ter uma visão mais machista, por terem sido educados em uma geração na qual se acreditava que eles deviam dominar a relação e as mulheres, submeterem-se a eles”, esclarece Canosa.

– Os homens mais maduros talvez precisem de um toque positivo das parceiras mais novas para não caírem na rotina. De acordo com a psicóloga, “às vezes esquecem-se de buscar o novo e acabam levando as parceiras nos lugares que eles já conhecem (mesmo motel, mesmo restaurante, mesma pousada, e por aí vai)”.

– Quando eles são mais maduros, “podem ter dificuldade de acompanhar o pique, seja no sexo, no esporte, no lazer”, lembra a profissional. Nesse caso, um incentivo jovial a se cuidarem cada vez mais para terem mais energia pode ser uma saída bem-vinda.

Tags: , , , ,