Ele pediu um tempo? Especialistas contam o que fazer
Amor & Sexo

Ele pediu um tempo? Especialistas contam o que fazer

O carinho já não é o mesmo, a relação passa por uma crise e, de repente, aquela temida proposta surge: vamos dar um tempo? Essa frase, tão curtinha e de palavras aparentemente inofensivas, pode ter um efeito devastador e gerar muitas dúvidas. Antes de se desesperar, no entanto, é necessário saber como lidar com esse rompimento temporário e analisar as questões que levaram a isso.

+ O relacionamento esfriou? Sensual coach conta como voltar a seduzir o parceiro

Para a consultora amorosa Adrianna Grannah, infelizmente na maciça maioria dos casos, quando ele pede um tempo é porque não tem coragem de dizer que quer terminar. “O relacionamento retoma quando a mulher encurrala o parceiro. Quando é assim, volta e não muito tempo depois termina de vez”. 

Adrianna conta ainda que, muitas vezes, ele não vai querer explicar o motivo desse rompimento, já que tem consciência de que vai magoar a parceira. “Eles não são como a gente: queremos pontuar tudo e deixar claro o motivo de irmos embora”, explica. Quando o motivo do tempo é conhecer outra pessoa, é porque a relação já não estava muito legal para ele. “Ele acha que com essa nova mulher pode ser diferente”.

Analise suas atitudes e saiba esperar

Pois é, o pedido de tempo até pode ser sinônimo de algo definitivo, uma maneira mais leve de terminar um casamento ou namoro. A consultora amorosa Lília Amorim alerta, no entanto, que nem sempre a verdade é essa. “Um tempo é uma maneira encontrada para dizer: chega, não aguento mais isto, não quero mais isto, quando geralmente algo está fora de controle. Isso geralmente ocorre quando o parceiro está passando dos limites, sufocando o outro”, explica. “A pessoa não termina, porque ainda tem esperança de neste período o parceiro mudar, ver os seus erros, perceber o quanto estava sendo imaturo”, completa.

Então, seja honesta com o relacionamento e com suas atitudes e perceba o que está acontecendo. Afinal, essa pausa pode ser benéfica para se conhecer melhor e também para quem escolheu ficar longe analisar seus sentimentos e sua parcela de atuação no mau momento do casal. Para que isso ocorra, porém, é necessário ouvir o sinal de alerta. “A pessoa deve agir aceitando o tempo, respeitando e analisando em que áreas precisa mudar”, explica. “Se quiser que o relacionamento melhore cada vez mais, tem que saber ser crítica o suficiente para aceitar os seus erros e fazer as mudanças necessárias”.

Durante esse processo, é muito importante não tentar manter um contato exacerbado, querer encontrar, mandar mensagens ou fazer ligações telefônicas. Esse cerco pode ser ainda mais prejudicial. “O tempo chega ao fim quando a pessoa sente falta da outra, quer ver se de fato a mudança aconteceu”, conta a consultora. Adrianna Grannah, consultora amorosa, conta que o melhor a fazer é o mais apropriado a fazer é se desconectar desse parceiro, se ver solteira novamente. “Planejar a sua vida como se não tivesse o parceiro. Se ele vier procurar, ótimo, aí você decide o que fazer. É assim que ela inclusive toma as rédeas da relação”, explica a consultora.

Depois do período, vai chegar uma hora em que a grande decisão precisa ser tomada: retomar o romance ou optar pela separação? Adrianna conta que, depois de passados dois meses, se ele não der sinal de vida é porque quer o fim. O mais importante é que, ao usar o hiato na relação para analisar as próprias atitudes e as do parceiro, essa resolução seja encontrada com serenidade. Então não se precipite e esteja preparada para a conversa

Advertisement

Enquetes

enquete

Qual tendência você acha mais difícil de usar?

Carregando ... Carregando ...